Encontros do OP de Ponta Delgada 2019 decorrem de 8 de abril a 16 de maio

Encontros do OP de Ponta Delgada 2019 decorrem de 8 de abril a 16 de maio

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   4 de Abr de 2019, 12:02

Os encontros de participação pública do OP (Orçamento Participativo) de Ponta Delgada 2019 começam já no próximo dia 8 de abril, prolongando-se até 16 de maio.

De acordo com nota de imprensa, o primeiro dos dez encontros terá lugar na sede do Agrupamento 433 – CNE, às 20 horas, abrangendo as freguesias dos Arrifes e Covoada, enquanto o segundo será a 10 de abril, na EB1/JI Padre José Cabral Lindo (Ginetes, Mosteiros e Sete Cidades).

O terceiro encontro será a 15 de abril, às 20 horas, no Polivalente de São Sebastião (São Pedro e São Sebastião) e o quarto no Centro Recreativo dos Remédios, a 23 de abril, à mesma hora (Ajuda, Pilar e Remédios).

Já o quinto encontro de participação está marcado para 29 de abril, também às 20 horas, no Complexo Sociocultural do Livramento (Livramento e São Roque).

A 6 de maio, à mesma hora, no Salão Recreativo dos Aflitos, realiza-se o sexto encontro de participação com as freguesias dos Fenais da Luz e de São Vicente.

Candelária, Feteiras e Relva são as freguesias que vão participar no sétimo encontro, que se realizará a 7 de maio, também às 20 horas, no Salão da Irmandade Império da Festa (Feteiras).

A 9 de maio, à mesma hora, na sede da Banda Filarmónica Lira Nossa Senhora da Oliveira, terá lugar o antepenúltimo encontro de participação, que abrande as freguesias de Fajã de Baixo e de Fajã de Cima.

Entretanto, as freguesias de Capelas, Santo António e Santa Bárbara marcarão presença no encontro de 14 de maio, a realizar também às 20 horas, no Edifício Polivalente da Casa do Povo das Capelas.

O último encontro de participação será a 16 de maio, no Centro Cívico e Cultural de Santa Clara, à mesma hora (São José e Santa Clara).

Esses encontros visam colher as propostas dos munícipes para o Orçamento Participativo de Ponta Delgada.

O OP de Ponta Delgada, com caráter deliberativo, tem uma afetação anual mínima de 2,5% da despesa de capital do orçamento do Município e cada projeto conta com um valor máximo de 75.000 euros.

Segundo o presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, o OP 2019 apresenta-se como mais um ato de participação democrática, que “tem sido um contributo decisivo para a constante democratização da democracia”.

“A existência do nosso Orçamento Participativo, com caráter deliberativo, pioneiro no Poder Local dos Açores, é exponente do conjunto de outras iniciativas. Importa aperfeiçoar métodos e chamar mais cidadãos para a experiência da participação democrática”, sublinha o autarca citado em nota de imprensa.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.