Empréstimos concedidos pelos bancos a particulares caem 1,6% em 2017

Empréstimos concedidos pelos bancos a particulares caem 1,6% em 2017

 

Lusa/AO online   Economia   30 de Jan de 2018, 14:01

Os empréstimos concedidos pelos bancos a particulares para habitação caíram 1,6% em 2017 e os concedidos a sociedades não financeiras diminuíram 3,3%, segundo dados do Banco de Portugal (BdP) hoje divulgados.

Os empréstimos às famílias com destino habitação fixaram-se em dezembro nos 98,670 mil milhões de euros, enquanto os empréstimos às empresas totalizaram os 72,556 mil milhões de euros.

Em novembro, as taxas de variação anual (tva) daqueles empréstimos já tinham sido negativas (-1,7% e -3,0%, respetivamente).

Nos empréstimos ao consumo e outros fins, a tva aumentou 3,4 pontos percentuais, para 6,4%.

O rácio de crédito vencido dos empréstimos às famílias situou-se em 4,2%, menos 0,4 pontos percentuais do que em 2016, e esta redução “foi influenciada pela finalidade consumo e outros fins, onde este indicador reduziu 2,7 pontos percentuais para 9,4%”, sinaliza o BdP.

A percentagem de devedores do setor das famílias com crédito vencido diminuiu, por seu turno, 1,2 pontos percentuais em relação a 2016, fixando-se em 11,8%.

A redução de 3,3% nas sociedades não financeiras representa um decréscimo de 0,5 pontos percentuais face a 2016.

Segundo o BdP, com exceção das microempresas, cuja tva apresentou um aumento de 4,1 pontos percentuais face a 2016, para 0,5%, as restantes classes de dimensão apresentaram uma redução na respetiva tva.

As empresas privadas exportadoras apresentaram em 2017 uma tva de -1,4%, registando uma redução de 2,5 pontos percentuais relativamente a 2016.

O rácio de crédito vencido das sociedades não financeiras situou-se em 13,5%, menos 1,7 pontos percentuais do que em 2016.

A percentagem de devedores com crédito vencido foi de 25,1% (contra os 27,2% em 2016).



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.