Conjuntura

Economia portuguesa estagna no segundo trimestre e economia europeia abranda

Economia portuguesa estagna no segundo trimestre e economia europeia abranda

 

Lusa/AO online   Economia   6 de Set de 2011, 11:13

O Eurostat confirmou hoje a estagnação da economia portuguesa no segundo trimestre, face ao anterior, e a queda de 0,9 por cento do PIB face ao período homólogo, indicando também um abrandamento do crescimento na Zona Euro e UE.
De acordo com as segundas estimativas hoje divulgadas pelo gabinete de estatísticas das comunidades europeias, o crescimento económico na Zona Euro terá abrandado para os 0,2 por cento do PIB deste conjunto de países, igual valor registado na União Europeia, comparando com o primeiro trimestre do ano.

No primeiro trimestre, em igual comparação, a economia da Zona Euro cresceu 0,7 por cento, e da União Europeia 0,8 por cento.

Os valores no segundo trimestre, quando comparados com o período homólogo de 2010, também denotam um abrandamento face aos valores do primeiro trimestre.

Nesta base de comparação, o crescimento económico no primeiro trimestre havia sido de 2,4 por cento tanto para a Zona Euro, como para o conjunto dos 27 países que compõem a União Europeia, tendo neste trimestre crescido apenas 1,6 e 1,7 por cento, respectivamente

Prova deste abrandamento é também a estagnação do crescimento económico em França no segundo trimestre, face aos valores dos primeiros três meses do ano, e o crescimento residual verificado na Alemanha – maior economia europeia – que apresenta uma variação positiva de apenas 0,1 por cento face ao primeiro trimestre do ano.

Portugal regista assim o pior crescimento ao par da França e Hungria quando comparado com os primeiros três meses do ano (Irlanda, Grécia, Luxemburgo e Malta não apresentam dados) e é o único país a apresentar uma contracção do PIB quando comparado com período homólogo de 2010 (mais uma vez, Irlanda, Grécia, Luxemburgo e Malta não apresentam dados para o segundo trimestre deste ano).

Os valores hoje revelados pelo Eurostat para a economia portuguesa confirmam assim os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística a 16 de agosto.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.