Fajã dos Cubres sem acesso de veículos

Fajã dos Cubres sem acesso de veículos

 

Lusa/AO online   Regional   30 de Out de 2012, 14:23

O mau tempo que se tem feito sentir isolou as fajãs dos Cubres e da Caldeira do Santo Cristo, em São Jorge, onde se encontram sete famílias, que apenas podem sair através de um trilho pedestre.

O presidente da Câmara da Calheta, Aires Reis, afirmou à Lusa que a situação afeta "quatro famílias na Fajã da Caldeira do Santo Cristo e mais três na Fajã dos Cubres", assegurando, no entanto, que as pessoas "estão bem de saúde e têm alimentos", uma vez que se abastecem com "regularidade".

O autarca salientou que o mau tempo provocou na segunda-feira "várias derrocadas", acrescentando que ainda não foi possível resolver a situação devido às condições meteorológicas que se fazem sentir em S. Jorge.

"Já se limparam algumas derrocadas, mas esta noite voltaram a registar-se mais", afirmou, referindo que o acesso às duas fajãs apenas é possível a pé, já que com viaturas "é completamente impossível".

Aires Reis revelou ainda que o mau tempo provocou prejuízos "muito elevados" num caminho municipal no centro da freguesia da Ribeira Seca, salientando que "praticamente desapareceu um troço de caminho com cerca de dois quilómetros", o que afetou "mais de uma dúzia de casas".

Os serviços camarários já estão a trabalhar no local, segundo assegurou o autarca.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.