Turismo

Dono do Harrods diz que está disponível para ajudar Portugal


 

Lusa / AO online   Economia   9 de Out de 2007, 20:30

O dono dos armazéns Harrods, Mohamed Al-Fayed, afirmou hoje aos jornalistas que está disponível para ajudar Portugal a promover os seus produtos.
    O empresário falava numa cerimónia nos armazéns Harrods que assinalava o lançamento de uma campanha de promoção de Portugal, enquanto destino turístico, no Reino Unido, na qual serão investidos 1,6 milhões de euros.

    No âmbito desta campanha, Portugal vai ter publicidade e mostra de produtos no Harrods durante este mês, num investimento, segundo o secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade, de 500 mil euros.

    "Estou disponível para ajudar Portugal a promover [os seus produtos]", disse Al-Fayed.

    O empresário adiantou que Portugal "é um grande país e tem um grande potencial, não só na área da comida como em áreas como os têxteis, mobiliário e turismo" e sublinhou que "o Harrods está disposto a ajudar".

    Esta cerimónia contou com presença do secretário de Estado do Turismo e do presidente do Turismo de Portugal, Luis Patrão.

    Bernardo Trindade, em declarações aos jornalistas, afirmou-se satisfeito com as declarações de Al-Fayed.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.