Saúde

Doentes do Santa Maria foram informados de que cegueira é definitiva

Doentes do Santa Maria foram informados de que cegueira é definitiva

 

Lusa / AO online   Nacional   9 de Nov de 2009, 11:42

Os doentes que ficaram cegos com um tratamento oftalmológico em Santa Maria já foram informados pelos médicos de que a cegueira é definitiva e sem qualquer hipótese de recuperação.
Maria das Dores, uma das doentes, que ficou cega dos dois olhos, disse hoje à Lusa que soube na semana passada que não ia voltar a ver nada, tendo sido reencaminhada, por parte do Hospital de Santa Maria, para o centro de reabilitação de cegos.

Já depois de ter sido submetida ao tratamento que a cegou, Maria das Dores ainda chegou a recuperar ligeiramente e "a ver umas sobras", mas neste momento está completamente cega.

"Por fora, os olhos estão bonitos. Os médicos têm feito uns tratamentos para as infecções, mas já me disseram que não vou voltar a ver", contou.

Na mesma situação está Maria Antónia Martins, que perdeu a visão num olho.

"Eu deixei de ver depois das injecções, mas na altura não sabia que ia ficar cega. Só na quinta-feira é que soube com certeza. Disseram-me que a vista está queimada por dentro e que não há nada a fazer", disse.

Walter Lago Bom ficou cego dos dois olhos e nunca alimentou a esperança de voltar a ver, mas da parte dos clínicos essa verdade só lhe chegou há pouco tempo: "Desde o início, a sensação que tive nos meus olhos foi a de uma lâmpada que se funde. Vi logo que tinha cegado. Ainda se falou na hipótese de ir aos Estados Unidos tentar um tratamento, mas a verdade é que não havia nada a fazer e recentemente é que os médicos acabaram por ter de confirmar isso".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.