Televisão

Director da Al Jazeera demite-se após revelações do Wikileaks


 

Lusa/AO online   Internacional   21 de Set de 2011, 16:36

O director-geral da cadeia de televisão Al Jazeera demitiu-se na terça-feira depois do Wikileaks ter revelado que teve encontros com oficiais norte-americanos e concordou em retirar da Internet conteúdos "perturbadores", diz a Business Insider.
Os documentos trazidos a público pelo Wikileaks denunciavam que Wadah Khanfa, responsável pela expansão nos últimos anos do canal do Qatar, encontrou-se em 2005 com responsáveis da segurança dos EUA que contestaram a cobertura negativa da Al Jazeera da guerra no Iraque.

O telegrama do Wikileaks diz que Khanfa acedeu em retirar, a pedido das autoridades americanas, "duas imagens que mostravam crianças feridas num hospital e uma mulher com um rosto gravemente ferido".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.