Terrorismo

Detido líder presumível do aparelho militar da ETA


 

LUSA/AO   Internacional   17 de Nov de 2008, 10:40

O presidente da República francesa, Nicolas Sarkozy, considerou que a detenção nos Hautes-Pyrénes, França, de Miguel de Garikoïtz Aspiazu Rubina, com pseudónimo “Txeroki”, demonstrou “a excelente colaboração entre França e Espanha na luta contra o terrorismo basco”.
Em comunicado, o chefe do Estado sublinhou que “esta detenção demonstra mais uma vez o envolvimento dos serviços de polícia franceses”.

    Sarkozy pediu igualmente à ministra do Interior, Michèle Alliot-Marie, “para felicitar o conjunto de forças de polícia” que participaram nesta operação.

    “Txeroki”, 35 anos, líder presumivel do aparelho militar da ETA, é suspeito de ter cometido os homicídios de dois guardas-civis espanhões em Capbreton (Landas), a 01 de Dezembro de 2007.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.