Deputados do PSD/Açores denunciam esquecimento do Governo em relação ao porto de Vila Franca do Campo

Deputados do PSD/Açores denunciam esquecimento do Governo em relação ao porto de Vila Franca do Campo

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   11 de Out de 2018, 14:17

Os deputados do PSD/Açores, Jaime Vieira e Sabrina Furtado, criticaram “o esquecimento e a falta de zelo dos equipamentos” no porto de Pescas de Vila Franca do Campo, acusando o Governo Regional de “não está a tratar bem os armadores e os pescadores, que deviam merecer uma maior atenção e dedicação”, afirmaram em comunicado.

Após reuniões com profissionais locais de várias artes, os social democratas dizem que “ficou evidenciado o desânimo existente em relação ao setor das pescas, face à má qualidade que aquela infraestrutura apresenta”.


“Na nossa visita ficou evidente que tem havido um esquecimento claro por parte do Governo Regional com o porto de pescas de Vila Franca”, disse Jaime Vieira, citado em nota de imprensa, acrescentando ser "inadmissível encontrar a grua - uma ferramenta importante no apoio à pesca - inativa há mais de quatro anos. Não se entende que um investimento de milhares de euros resulte num equipamento sem funcionar. Também a rampa de acesso está a necessitar de intervenção, e o cais flutuante apresenta um especto deplorável, estando amarrado apenas pelos cabos”, acrescenta.


Os deputados dizem ainda que, “sendo um porto de pescas dotado de iluminação, não se percebe que mesma esteja sem funcionar há anos, impedindo que se consiga laborar à noite, não deixando que as atracagens noturnas sejam feitas com segurança, e permitindo atos de vandalismo e roubos às embarcações”, denunciaram.


“É absolutamente imperativo que o Governo Regional solucione essa falta de iluminação, e equipe aquele porto com câmaras de vigilância como que acontece em outros estruturas do género”, diz Jaime Vieira.


Igualmente necessário é a “instalação de um armazém naquele porto de pescas para que os armadores possam fazer a recuperação de embarcações e das redes de pesca. Um armazém que já foi prometido pela tutela”, lembrou.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.