Cruz Vermelha quer ter unidade de cuidados continuados

Cruz Vermelha quer ter unidade de cuidados continuados

 

Paula Gouveia   Regional   6 de Nov de 2018, 09:36

O presidente da Cruz Vermelha Portuguesa revelou que quer retomar o projeto de uma unidade de cuidados continuados que estava desenhado para São Miguel. Instituição vai estender à Região programa de empréstimos para mais carenciados.

A Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) pretende criar uma unidade de cuidados continuados em São Miguel, e lançar um programa de apoio financeiro aos carenciados para elevação social, revelou o presidente da instituição humanitária, Francisco George.

“Estamos interessados em promover os cuidados continuados - essa será uma das primeiras missões; e estamos a trabalhar já nesse sentido”, disse ontem, antes da tomada de posse da nova comissão administrativa da delegação da Cruz Vermelha Portuguesa em São Miguel, sublinhando que se está “numa fase de relançamento”.

Segundo Francisco George, o objetivo é ter uma unidade de cuidados continuados: “vamos analisar a situação em que ficou um projeto antigo; e começar por saber se é possível retomar o projeto que estava desenhado para São Miguel”.


Leia mais na edição desta terça-feira, 06 novembro 2018, do jornal Açoriano Oriental



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.