Banco de Portugal

Crédito malparado vai continuar a aumentar

Crédito malparado vai continuar a aumentar

 

Lusa/AO online   Economia   18 de Nov de 2008, 16:39

O crédito mal parado na banca portuguesa deve continuar a aumentar no futuro, de acordo com o Boletim Económico de Outono do Banco de Portugal.
"O incumprimento tenderá a elevar-se, especialmente nos estratos mais vulneráveis das famílias, como sejam as de rendimento mais baixo e as mais jovens", refere o banco central.

    É nesses estratos que se encontram as taxas de esforço mais elevadas, nota ainda o banco central, sublinhando, contudo, que essas taxas são de "níveis moderados".

    Por isso, conclui a instituição liderada por Vítor Constâncio, os riscos para a estabilidade do sistema financeiro associados à dívida destas famílias serão "limitados".

    Em Setembro, o rácio de incumprimento encontrava-se nos 2,14 por cento dos créditos concedidos, valor que compara com os 1,73 por cento verificados em Dezembro.

    A justificar esta expectativa de subida do crédito malparado está o agravamento das condições de financiamentos dos bancos portugueses junto de outras instituições, com a subida dos custos dos empréstimos e a maior restritividade na aprovação dos créditos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.