Craig Mello recebe doutoramento 'honoris causa'

Carregando o video...

 

Lusa/Aonline   Regional   26 de Jan de 2012, 19:39

A Universidade dos Açores atribuiu hoje o doutoramento ‘honoris causa’ em Bioquímica e Biologia ao investigador norte-americano Craig Mello, bisneto de açorianos, que ganhou o Prémio Nobel da Medicina em 2006.

Craig Mello, professor de Medicina Molecular na Universidade de Massachussets e investigador do Instituto de Medicina Howard Hughes, em Maryland, é graduado em Bioquímica pela Universidade de Brown e doutorado em Biologia Celular e do Desenvolvimento pela Universidade de Harvard.

Em 2006, conjuntamente com Andrew Fire, recebeu o Prémio Nobel da Medicina pela descoberta do mecanismo fundamental para o controlo dos fluxos de informação genética, que pode ajudar a explicar algumas doenças, entre as quais alguns tipos de cancro.

A Universidade dos Açores decidiu atribuir-lhe o grau de doutor ‘honoris causa’ por esta descoberta, tendo sido apadrinhado na cerimónia hoje realizada em Ponta Delgada por Maria Leonor Medeiros, professora catedrática de Bioquímica do Departamento de Ciências Tecnológicas e Desenvolvimento.

Na primeira vez que visitou os Açores, em julho de 2009, Craig Mello deixou no arquipélago o diploma e a medalha do Prémio Nobel, numa iniciativa destinada a “inspirar os jovens açorianos a estudar ciência”.

Na altura, admitiu que o conhecimento que tinha do arquipélago resultava apenas das “histórias” que ouviu do avô e do pai, recordando que o bisavô “depois de ter saído dos Açores, nunca mais voltou”.

O bisavô de Craig Mello, Eugénio Castanha de Melo, nasceu na freguesia da Maia, em S. Miguel, e emigrou para os EUA no início do século XX.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.