Açoriano Oriental
Covid-19: CDS reduz agenda do Conselho Nacional e aplica medidas de proteção

O CDS-PP retirou da agenda do Conselho Nacional, no domingo, o debate das moções setoriais ao congresso de janeiro, afirmando que a decisão visa diminuir a exposição dos conselheiros devido à covid-19.

Covid-19: CDS reduz agenda do Conselho Nacional e aplica medidas de proteção

Autor: AO Online/ Lusa

Da ordem de trabalhos do Conselho Nacional agendado para domingo, constavam seis pontos, sendo o primeiro a discussão e votação das moções setoriais apresentadas no 28.º Congresso do CDS, que decorreu em Aveiro no final de janeiro.

“Quanto ao ponto da discussão e votação das moções setoriais, a mesa e a direção nacional acharam por bem adiar este ponto, permitindo reduzir o tempo de duração do Conselho Nacional e tentar que o risco de exposição diminua”, disse à Lusa o secretário-geral do CDS-PP, Francisco Tavares.

De acordo com o centrista, esta decisão foi também articulada “com os subscritores das várias moções, que concordaram que a medida faria todo o sentido devido à covid”.

Francisco Tavares recusou que esteja em causa uma tentativa de dificultar aos críticos exporem a sua posição e indicou que “até ao momento não chegou sequer essa questão”.

O dirigente recordou que, por falta de tempo, “o congresso decidiu que as moções setoriais seriam discutidas no primeiro Conselho Nacional do ano”, que ainda não tinha acontecido devido à pandemia.

“Este Conselho Nacional tem uma particularidade, tem mesmo de ser realizado porque os partidos entregam as contas [referentes a 2019] até 03 de julho”, e os estatutos do CDS-PP “obrigam a que as contas anuais tenham de ser aprovadas em Conselho Nacional”, afirmou Francisco Tavares.

A primeira reunião do órgão máximo do partido entre congressos depois da eleição da direção liderada pelo presidente Francisco Rodrigues dos Santos vai decorrer no Centro de Exposições de Ourém, no distrito de Santarém.

Devido à pandemia de covid-19, o Conselho Nacional do CDS vai decorrer com várias medidas de proteção, entre as quais a medição de temperatura dos conselheiros de cada vez que entram no recinto, corredores isolados de entrada e saída ou o uso obrigatório de máscara, disse à Lusa o secretário-geral do partido.

Outra das medidas decididas foi o encurtamento da ordem de trabalhos “ao mínimo indispensável”.

Devido ao recente aumento dos casos de covid-19 em Portugal, o CDS escolheu um “espaço amplo o suficiente para garantir as distâncias de segurança” dos presentes, que serão “cerca de 100 a 150 pessoas” distribuídas por uma nave com “cerca de mil metros quadrados”.

A segunda nave do Centro de Exposições de Ourém será usada para a eleição de alguns lugares que faltam preencher nos órgãos nacionais. Como medidas de proteção, as canetas usadas pelos conselheiros serão guardadas de seguida para não serem usadas por outra pessoa e haverá gel desinfetante distribuído por todo o recinto.

Apesar de os centristas poderem usar da palavra sem máscara, o microfone será desinfetado no final de cada intervenção, garantiu o secretário-geral do CDS, referindo que estará preparada uma sala de isolamento junto à entrada do pavilhão, que todo o edifício vai ser arejado de forma permanente, que a higienização das instalações sanitárias será feita de forma regular e ao longo do dia e que será também distribuída uma lista de estabelecimentos na zona do centro de exposições, para que os conselheiros nacionais “possam marcar refeições com antecedência e evitar aglomerados de pessoas” nos restaurantes.

Francisco Tavares disse ainda à Lusa que, também devido à pandemia, nesta reunião não será permitida a presença de convidados e observadores.

No domingo, o Conselho Nacional do CDS vai debruçar-se também sobre a situação política atual e vai apreciar a “proposta de alteração ao Regulamento Eleitoral e ao Regulamento dos Órgãos Locais”, bem como a proposta de “constituição de coligações eleitorais para concorrer às próximas eleições para a Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores”, que está previsto disputarem-se este ano.

 


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.