Líbano

Conselho de Segurança da ONU condena atentado no Líbano


 

Lusa/AO online   Internacional   14 de Ago de 2008, 11:17

O Conselho de Segurança da ONU condenou “nos termos mais firmes” o atentado “terrorista” que quarta-feira causou a morte a 14 pessoas em Tripoli e insistiu na necessidade de levar os responsáveis à justiça.
Os 15 membros do Conselho “condenaram nos termos mais firmes o atentado terrorista em Tripoli, que provocou muitos mortos e feridos”, incluindo entre as forças armadas libanesas, num comunicado lido pelo embaixador da Bélgica na ONU, Jan Grauls, que preside ao Conselho este mês.

    Os membros do Conselho de Segurança sublinharam igualmente a necessidade de “levar os autores, os organizadores, os financiadores e os promotores desse acto repreensível a tribunal”.

    Os países que fazem parte do Conselho de Segurança apelaram ainda ao “fim da impunidade (dos autores de atentados terroristas) no Líbano e reiteraram o seu apoio pleno e inteiro aos esforços em curso para combater o terrorismo, consolidar as instituições democráticas, iniciar um diálogo político e prosseguir a reconciliação nacional”.

    O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, também condenou o atentado à bomba que fez pelo menos 14 mortos, entre os quais nove soldados e uma criança.

    Quatro dezenas de pessoas ficaram feridas e 15 permanecem hospitalizadas, algumas delas em estado grave.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.