Preços

Cinema, teatro e concertos mais caros a partir de domingo

Cinema, teatro e concertos mais caros a partir de domingo

 

Lusa/AO online   Economia   30 de Dez de 2011, 10:33

A partir de domingo, os portugueses terão que pagar mais para ir ao cinema ou ao teatro, assistir a um concerto, a um espectáculo de dança e a uma tourada devido ao aumento do IVA nas actividades culturais.
A proposta inicial do Governo era subir a taxa de IVA nas actividades culturais de seis para 23 por cento, mas acabou por se chegar à proposta da taxa intermédia de 13 por cento.

Nos Açores passará de 4% para 9%.

O sector livreiro é o único que mantém a mesma taxa de IVA, nos seis por cento (4% nos Açores).

Face a este aumento, várias promotoras de espectáculos anteciparam para Dezembro a venda de bilhetes para eventos que só se realizarão em 2012, nomeadamente festivais de música como o Rock in Rio Lisboa e o Optimus Alive.

Apesar desta estratégia, os agentes culturais prevêem uma quebra no consumo no sector no próximo ano.

Empresas promotoras de espectáculos como a UAU e a associação Musica PT, que reúne empresas de agenciamento de artistas, consideram que mesmo ficando a uma taxa intermédia, o aumento do IVA vai causar uma redução do número de espectadores e "aniquilar" grande parte da apresentação da música portuguesa ao vivo.

No cinema, a Zon Lusomundo, líder no mercado das exibições comerciais, anunciou que o preço dos bilhetes subirá entre 40 e 60 cêntimos. Actualmente, os preços dos bilhetes de cinema variam entre os 4,50 e os 8,60 euros.

O Sindicato dos Músicos, dos Profissionais do Espectáculo e do Audiovisual alertou que esta subida do IVA, "acompanhada de outras medidas de desorçamentação do sector, levará a que muitas estruturas artísticas recorram a despedimentos e que precarizem ainda mais os vínculos laborais dos trabalhadores que mantiverem a seu cargo".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.