Cimeira da Nato em Lisboa analisada por MNE


 

Lusa/AO On line   Nacional   14 de Out de 2010, 06:35

Os ministros da Defesa e dos Negócios Estrangeiros da NATO realizam hoje em Bruxelas uma reunião conjunta extraordinária preparatória da Cimeira de Lisboa, na qual a Aliança vai definir o seu novo conceito estratégico
.

A pouco mais de um mês da Cimeira, agendada para 19 e 20 de novembro na capital portuguesa, os aliados vão ter o primeiro debate político sobre o esboço inicial do novo conceito estratégico, apresentado no final do mês passado aos 28 países-membros pelo secretário geral da NATO, Anders Fogh Rasmussen.

Já esta semana, Rasmussen garantiu que as primeiras reações ao primeiro esboço do conceito que elaborou foram “positivas”, mas indicou que será depois do debate de hoje com os ministros dos aliados e consultas com as capitais que será finalizado o documento para a Cimeira, que visa definir o que será a NATO na próxima década.

Um dos pontos principais do conceito é uma reforma da organização ao nível da estrutura de comandos, sendo objetivo da organização “emagrecê-la” substancialmente, tornando-a mais eficaz e, sobretudo, mais “barata”.

A reunião de hoje começa precisamente com um debate, ao nível dos ministros da Defesa, sobre reforma da estrutura de comandos, mas a ideia é que esta seja aprovada, em Lisboa, em termos da sua arquitetura, sendo decididas apenas depois “questões geográficas” sobre quartéis generais e outras instalações, ou seja, decisões como a manutenção ou encerramento do comando conjunto de Oeiras, que Portugal “recusa” perder.

À tarde, os chefes de diplomacia abordarão questões mais políticas, como a questão das parcerias da NATO – países terceiros com os quais a Aliança terá uma cooperação reforçada -, outra das pedras angulares do novo conceito estratégico da UE.

Entre estes dois encontros, haverá lugar a uma reunião que sentará à mesma mesa todos os governantes, a primeira reunião conjunta de ministros da Defesa e dos Negócios Estrangeiros da NATO a realizar-se no quartel general da organização.

Os ministros da Defesa, Augusto Santos Silva, e dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, representam Portugal na reunião.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.