Açoriano Oriental
Egípcios disseram "sim" a projeto de Constituição
Os resultados preliminares do referendo à nova Constituição egípcia indicam que o sim recolheu a maioria dos votos, noticiou a agência AP.
article.title

Foto: EPA/KHALED EL-FIQI
Autor: Lusa

 

De acordo com resultados publicados no sítio da Internet Brotherhood, oito dos 25 milhões de eleitores egípcios foram às urnas o que traduz uma afluência de cerca de 30 por cento na segunda ronda da votação à nova Constituição e que no resultado agregado o “sim” recebeu cerca de 70 por cento dos votos.

Já antes o Partido da Liberdade e da Justiça (PLJ), de tendência islamita e no poder no Egito tinha proclamado a vitória no referendo sobre a nova Constituição.

Um comunicado do PLJ, partido do Presidente egípcio Mohamed Morsi, anuncia que 73,7 por cento dos eleitores votaram no "sim" à nova Constituição, contestada pela oposição secular, que considera que o novo texto constitucional foi redigido sem transparência por uma comissão dominada pelos islamitas.

No sábado decorreu a segunda fase do referendo, em que foram chamados a votar 25 milhões de eleitores de 17 províncias do Egito que incluíram as três grandes cidades do canal do Suez - Port-Said, Ismailiya e Suez -, Luxor e Gizé, uma província que engloba grande parte dos bairros do oeste do Cairo.

Em 15 de dezembro realizou-se uma primeira jornada do referendo, na qual participaram 26 milhões de eleitores em 10 outras províncias.

Os resultados oficiais do referendo deverão ser anunciados dentro de dois dias, de acordo com as autoridades eleitorais egípcias.

Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.