Europeias

CDS arranca este domingo convenção com linhas programáticas na agenda

CDS arranca este domingo convenção com linhas programáticas na agenda

 

Lusa/Ao online   Nacional   10 de Fev de 2019, 11:43

O CDS-PP faz este domingo, em Lisboa, uma convenção nacional para preparar as eleições europeias de maio e lançar as linhas programáticas da candidatura, que será encerrada pela líder do partido, Assunção Cristas.

O CDS-PP foi o primeiro partido a apresentar, em março de 2018, o seu cabeça de lista às europeias, Nuno Melo, no congresso do partido, em Lamego. Da lista fazem ainda parte Pedro Mota Soares, Raquel Vaz Pinto e Vasco Weinberg.

Em declarações à agência Lusa, Nuno Melo, em Estrasburgo desde 2009, afirmou que tem uma “expectativa alta” para maio e definiu como “um bom resultado” eleger, “no mínimo”, dois eurodeputados.

“Temos expectativas altas nas eleições europeias. Para mim, um bom resultado será, no mínimo, reeditar o que tivemos em 2009”, com a eleição de dois eurodeputados, afirmou à Lusa Nuno Melo, em vésperas da convenção europeia do partido.

O eurodeputado e vice-presidente do CDS-PP alertou que eleger os mesmos dois eurodeputados significa ter mais votos, dado que Portugal “elege menos deputados em 2019 do que elegia em 2009”, explicou.

“A nossa expectativa é alta e vamos para estas eleições com a ambição máxima”, afirmou

Durante a tarde de hoje, no Centro Cultural de Belém, serão tratados “os grandes temas europeus, como os grandes temas nacionais que tem uma conexão com a realidade europeia”, descreveu.

A dimensão social da Europa, a agricultura e a política externa são temas a ser discutidos durante a convenção europeia que terá como oradores Pedro Mota Soares, outro dos candidatos dos centristas, Isabel Jonet, do Banco Alimentar Contra a Fome, Manuel Grave, Francisco Laplaine Guimarães, João Taborda da Gama e Raquel Vaz Pinto, outra das candidatas na lista do CDS-PP.

O mar é outro dos temas a abordar, com intervenções de Manuel Tarré e Vasco Beckert-Weinberg, e que Nuno Melo define como “estratégico para Portugal”.

As eleições europeias realizam-se, em Portugal, em 26 de maio.

Em 2009, também com Nuno Melo como cabeça de lista, o CDS-PP elegeu dois eurodeputados, com 8,37% dos votos.

Cinco anos depois, em 2014, o CDS-PP concorreu em coligação com o PSD, que obteve 27,71% dos votos, sete deputados e apenas um dos centristas, Nuno Melo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.