Açoriano Oriental
Campanha turística “Viver os Açores” com 1.700 inscrições numa semana

A campanha de promoção do turismo interno “Viver os Açores”, implementada há cerca de uma semana, já conta com cerca de 1.700 inscrições, adiantou a secretária regional da Energia, Ambiente e Turismo dos Açores.


Autor: Lusa/AO Online


Numa nota de imprensa, Marta Guerreiro mencionou que esta campanha, que vigora desde 16 de junho, já recebeu cerca de 1.700 inscrições e “permite o acesso a um alargado número de famílias, promovendo a realização de férias” na região.

A iniciativa, que foi anunciada pelo presidente do Governo Regional em 12 de junho, é um “incentivo para a realização de férias interilhas, num apoio financeiro para a aquisição de serviços de transporte aéreo e marítimo, de alojamento, de alimentação, de atividades turísticas e de aluguer de viatura”, explicou, na altura, Vasco Cordeiro.

Os números apontados hoje pela governante referem-se a “viagens já em concretização neste momento ou a realizar nas próximas três semanas”, explica a nota.

Esta campanha foi implementada pelo Governo Regional para mitigar os impactos que a pandemia de covid-19 teve no setor turístico.

A titular da pasta do Turismo considerou que “o portal criado é de fácil acesso”, já que permite aos interessados submeter a informação diretamente na plataforma, mas também “é possível fazê-lo através das agências de viagem”, mencionou, após uma visita à agência de viagens Melo Travel.

O incentivo “é muito mais do que um mero desconto numa tarifa aérea”, já que possibilita a “dinamização de variados serviços turísticos de uma forma integrada, ou seja, permite a dinamização da oferta hoteleira, dos restaurantes, das empresas de animação turística e mesmo das agências de viagem”, defendeu a responsável pela tutela.

Para a secretária regional, “não se pode comparar este modelo integrado com descontos em tarifas”, já que estes podem ser aplicados em todo o tipo de viagens, incluindo por motivos profissionais ou de saúde, que não contribuem para a dinamização do setor turístico.

O PSD/Açores tem-se batido por uma tarifa única para residentes nas viagens interilhas, tendo o líder regional do partido, José Manuel Bolieiro, referido que esse valor devia fixar-se nos 60 euros.

Marta Guerreiro adiantou, ainda, que os resultados de um estudo elaborado pelo Observatório de Turismo dos Açores mostram que “cerca de 84% dos residentes que tencionam realizar uma viagem pretendem fazê-la dentro dos Açores”.

“O estudo aponta ainda que os açorianos optarão nas suas férias por alojamento turístico em meio rural ou urbano que contenha espaços verdes”, prosseguiu, acrescentando que “42% dos inquiridos referem que estão dispostos a pagar mais por umas férias seguras” e 76% valoriza a segurança sanitária dos estabelecimentos.

Nesse sentido, a implementação do selo ‘Clean & Safe Açores’, “assume-se como uma medida essencial na retoma gradual do setor, preparando as empresas desta atividade, ao mesmo tempo que transmite uma mensagem de segurança relativamente às questões de saúde pública”, realça a nota enviada pelo executivo.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.