Campanha do BE em 13 distritos com Catarina Martins presente quase todos os dias

Campanha do BE em 13 distritos com Catarina Martins presente quase todos os dias

 

Lusa/Ao online   Nacional   11 de Mai de 2019, 12:02

A campanha oficial do BE para as eleições europeias vai percorrer 13 distritos, uma volta ao país na qual a líder bloquista, Catarina Martins, estará praticamente todos os dias “lado a lado” com a cabeça de lista, Marisa Matias.

Clima, saúde e emprego são os temas chave da campanha protagonizada por Marisa Matias que, tal como em 2014, volta a ser a cabeça de lista do BE nas eleições para o Parlamento Europeu.

Fonte oficial do partido antecipou à agência Lusa que a coordenadora do BE, Catarina Martins, “estará presente praticamente todos os dias” em momentos da campanha eleitoral.

Lisboa, Beja, Faro, Castelo Branco, Leiria, Coimbra, Porto, Aveiro, Santarém, Braga, Évora, Setúbal e Viseu são os 13 distritos pelos quais a caravana irá passar nas duas semanas oficiais da campanha, estando ainda prevista uma viagem à Madeira no 19 de maio.

Já este domingo, véspera do início oficial de campanha, os bloquistas deslocam-se até aos Açores, à ilha de São Miguel, para uma visita e um almoço-comício em Ponta Delgada.

A partida oficial da corrida eleitoral será dada na segunda-feira em Lisboa, para onde estão previstas, entre outras ações, uma visita à Escola Básica Maria Barroso e uma arruada na Rua Morais Soares.

Já para o último dia de campanha está guardada a tradicional arruada na Rua de Santa Catarina, no Porto, estando o encerramento agendado para Coimbra, distrito-natal de Marisa Matias, onde aliás já fechou a volta da eurodeputada para as eleições presidenciais, em 2016.

Numa corrida eleitoral de “grande proximidade e envolvência”, o slogan principal é “Lado a lado”, tendo o diretor de campanha, o deputado Jorge Costa, justificado esta escolha com o facto de o BE “ter aprendido a fazer a sua política num diálogo permanente com as pessoas”.

“É essa experiência que nós queremos trazer para a campanha porque é dela que se podem retirar grandes lições em termos do que deve ser a condução do país no quadro europeu”, adiantou, em declarações à agência Lusa.

De acordo com Jorge Costa, “a campanha vai ser dedicada a explicar o papel que o Bloco teve nestes últimos anos de mandato, tanto na Europa como em Portugal”, considerando que “ambos os mandatos estão ligados politicamente e no desempenho de cada um dos eleitos”.

Distinguir o BE dos outros partidos em relação ao posicionamento de Portugal perante “as instituições europeias, a sua influência e a sua arbitrariedade” será outro dos focos da campanha, lembrando Jorge Costa que muitas das coisas mais importantes conseguidas nos últimos anos se deveram à desobediência em relação à Europa.

Nestas eleições, os bloquistas estreiam o código de conduta que criaram para “dizer o que é que se faz e o que se não faz numa campanha eleitoral em termos de comunicação em redes sociais”.

Nas europeias de 2014, o BE só conseguiu eleger Marisa Matias e ficou-se pelos 4,56% dos votos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.