Açoriano Oriental
Campanha contra o cancro nos transportes públicos, rádios e redes digitais

O Núcleo Regional dos Açores da Liga Portuguesa Contra o Cancro assinala esta terça-feira o Dia Mundial do Cancro com uma campanha de incentivo à mudança de comportamentos, nos transportes públicos, rádios e redes digitais das unidades de saúde e do Clube Desportivo de Santa Clara.

article.title

Foto: LPCC
Autor: Paula Gouveia

“Eu Sou Voluntário e Eu Vou Apoiar” é o tema da ação de sensibilização que destaca a importância da deteção e do diagnóstico precoce para o aumento de taxa de sobrevivência ao cancro e uma melhoria da qualidade de vida; bem como da importância do investimento em literacia em saúde e da premência da equidade no acesso aos cuidados em oncologia.

Como explica o Núcleo da Liga, no âmbito de parcerias com as empresas de transportes públicos terrestres e marítimos (Empresa de Viação Terceirense na ilha Terceira, Cristiano Lda, na ilha do Pico e Caetano Raposo & Pereiras, na ilha de São Miguel, Farias e Atlânticoline), serão distribuídos flyers e cartazes informativos para leitura dos passageiros.

Já o Clube Desportivo Santa Clara também será parceiro da campanha, via digital, com a participação das equipas desportivas e técnicas que vão partilhar fotografias com os hashtags da campanha, #EuSouEEuVou e #DiaMundialdoCancro, e ainda de um pequeno vídeo com alguns conselhos sobre a prevenção do cancro.

Foi ainda solicitada a colaboração das Unidades de Saúde de Ilha e hospitais dos Açores para a criação de um vídeo onde o conteúdo refira formas de prevenção da doença oncológica ou alerte para os seus sinais e sintomas, de forma dinâmica (através de uma música original, dança, sketch ou curta-metragem) e a sua partilha na página de Facebook do Núcleo Regional dos Açores da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

Foi também solicitado a diversas rádios locais que colocassem um spot de rádio alusivo ao tema, fornecido pela Liga para apelar à campanha na semana e que se insere neste dia.

Sabendo-se que um, em cada três cancros, pode ser evitado pela redução dos riscos comportamentais, a efeméride vem reforçar a importância da adoção de hábitos de vida saudáveis e sensibilizar, deste modo, para a luta em todas as frentes: na prevenção, diagnóstico precoce, rastreio, tratamento e no apoio ao doente e às famílias.

Em nota de imprensa, a Liga Portuguesa Contra o Cancro lembra que, em Portugal, morrem 79 pessoas por dia, três pessoas por hora vítimas de cancro; e que a previsão para 2040 é de um aumento de 31% da mortalidade. Salienta ainda que o cancro da mama, da próstata, do colón e do pulmão são os que apresentam maior incidência.
Em 2018, cinco milhões de casos no mundo poderiam ter sido detetados mais cedo e tratados eficazmente.

Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.