Açoriano Oriental
Caçadores e polícias florestais vão ter melhores condições para treinar uso de armas de fogo

As obras de requalificação em curso na única carreira de tiro civil existente na ilha de São Miguel vão proporcionar, brevemente, mais e melhores condições para o treino de caçadores e de polícias florestais, entre outros utilizadores de armas de fogo, disse esta segunda-feira, o secretário regional da Agricultura e Florestas.

article.title

Foto: GaCS/SRAF
Autor: Susete Rodrigues/AO Online

“Trata-se de uma infraestrutura de grande relevância do ponto de vista do treino e da afinação da pontaria de quem utiliza uma arma de fogo, seja para caçar ou no âmbito profissional, pelo que esta requalificação é muito importante”, referiu João Ponte, citado em nota, acrescentando que o Governo dos Açores apoiou em 2019 a realização desta obra e vai apoiar a sua conclusão em 2020.


O governante falava à margem de uma visita às obras no Clube Desportivo de Tiro de São Miguel, localizado no concelho da Ribeira Grande, em que esteve acompanhado pela diretora regional dos Recursos Florestais.


Na ocasião, o secretário regional destacou o reforço da cooperação com uma instituição que tem sido parceira do Governo, contribuindo, por exemplo, para a formação e para o desenvolvimento da caça nos Açores, bem como para a qualificação dos agentes envolvidos na atividade cinegética.


O Clube Desportivo de Tiro de São Miguel, formado em 1954, tem mais de 600 sócios, sendo as carreiras de tiro também utilizadas para treino e formação por agentes da PSP.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.