Energia

Bruxelas dá dois meses a Portugal para cumprir lei da cogeração


 

Lusa / AO online   Economia   20 de Nov de 2009, 10:56

A Comissão Europeia ameaçou esta sexta-feira apresentar queixa contra Portugal perante o Tribunal de Justiça europeu se, no prazo de dois meses, as autoridades portuguesas não tomarem as medidas necessárias para o pleno cumprimento da lei comunitária sobre cogeração.
O directiva em causa foi adoptada com o objectivo de promover o recurso à produção combinada de calor e electricidade, tendo em vista a poupança de energia primária, a supressão de perdas na rede e a redução das emissões de gases com efeito de estufa.

Bruxelas, que lançou hoje idêntica advertência a outros três Estados-membros, Eslováquia, Finlândia e Reino Unido, sublinha que a cogeração é "uma tecnologia de produção combinada de calor e electricidade que oferece um importante potencial de aumento da eficiência energética e de redução do impacto ambiental", sendo considerada uma área prioritária para muitos países.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.