Liga Sagres

Benfica empata em Setúbal e desperdiça grande penalidade nos momentos finais

Benfica empata em Setúbal e desperdiça grande penalidade nos momentos finais

 

Lusa/AO online   Futebol   6 de Fev de 2010, 22:00

O Vitória de Setúbal travou hoje uma série de cinco vitórias consecutivas do Benfica na Liga Sagres de futebol, ao impor em casa um empate 1-1 ao líder, na 18ª jornada

O Vitória de Setúbal impôs um empate 1-1 ao Benfica, num jogo de futebol em que Cardozo falhou uma grande penalidade nos descontos e que teve uma arbitragem de fraco nível, com influência no resultado.
O jogo até começou de feição para a equipa de Jorge Jesus, que se adiantou no marcador aos 14 minutos, na sequência de um pontapé de canto de Aimar, com um desvio de David Luiz ao primeiro poste e Ricardo Silva a fazer o primeiro auto-golo da noite.
A perder por 1-0, o Vitória de Setúbal conseguiu criar algumas dificuldades à defesa contrária, primeiro por Hélder Barbosa, que aos 17 minutos atirou por cima da barra, e depois com um remate de Neca, que proporcionou boa defesa ao guarda-redes Quim.
Aos 31 minutos, um cruzamento de Bruno Ribeiro, que fez o primeiro jogo da época pelo Vitória de Setúbal, quase proporcionou o golo do empate a Keita, mas o remate de cabeça do dianteiro sadino saiu ao lado.
O Benfica também podia ter aumentado a vantagem por intermédio de Cardozo, que, isolado por Saviola, perdeu o tempo de remate e desperdiçou uma excelente oportunidade para fazer o 2-0.
Muito longe do nível a que habituou os adeptos, o Benfica não conseguia impor-se a um Vitória de Setúbal transfigurado para melhor desde a chegada do treinador Manuel Fernandes.
O Vitória de Setúbal acabou mesmo por restabelecer a igualdade aos 37 minutos, graças a um auto-golo de David Luiz. O defesa central do Benfica tentou cortar um cruzamento de Neca, mas bateu mal a bola e acabou por trair o guarda-redes Quim.
A infelicidade do jogador brasileiro do Benfica teve, no entanto, o mérito de colocar justiça no resultado que se verificava ao intervalo (1-1).
No reatamento da partida, o Benfica quase marcava na sequência de um livre cobrado por Di Maria, mas o Vitória de Setúbal respondeu de imediato, com Keita a ameaçar por duas vezes a baliza de Quim.
Muito determinados, os jogadores do Vitória de Setúbal acabaram por voltar a colocar a bola no interior da baliza contrária numa excelente jogada de Zarabi pelo flanco direito do ataque, com um primeiro remate a proporcionar grande defesa a Quim, surgindo depois Hélder Barbosa a oferecer o golo a Keita.
O avançado senegalês do Vitória de Setúbal, que estava em linha com David Luiz, viu, no entanto, Jorge Sousa anular o golo por indicação, errada, do árbitro auxiliar. O mesmo que pouco depois assinalou um fora de jogo inexistente a Neca, quando este já seguia isolado para a baliza do Benfica.
Aos 81 minutos a equipa de arbitragem voltou a estar em evidência pela negativa, ao deixar passar em claro uma falta de Ricardo Silva sobre Di Maria dentro da grande área.
Na sequência do lance, Fábio Coentrão atirou Ricardo Silva ao chão, mas o árbitro acabou por mostrar o cartão amarelo ao próprio Ricardo Silva e a Di Maria.
Ao cair do pano, o defesa central do Vitória de Setúbal Zoro cometeu falta sobre Alan Kardec e desta vez Jorge Sousa marcou mesmo a respetiva grande penalidade.
Porém, Cardozo, o melhor marcador do campeonato, rematou à barra da baliza sadina e o Benfica perdeu dois pontos em Setúbal, para desespero de alguns milhares de benfiquistas que se deslocaram à cidade para ver o líder do campeonato.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.