Benefícios da existência de um porto espacial têm que ficar na ilha de Santa Maria

Benefícios da existência de um porto espacial têm que ficar na ilha de Santa Maria

 

Susete Rodrigues   Regional   10 de Out de 2018, 17:40

O Bloco de Esquerda vê com bons olhos a construção de um porto espacial na ilha de Santa Maria, desde que sejam garantidas a segurança e a saúde da população e do ambiente, e exige que os benefícios provenientes do projeto sejam aplicados no desenvolvimento económico e social da ilha de Santa Maria.

Em declarações aos jornalistas, à margem de uma visita à estação da ESA na ilha de Santa Maria, o deputado do Bloco de Esquerda, António Lima, exigiu transparência em todo o processo. Uma transparência que só pode ser garantida através da realização de estudos aprofundados relativamente aos impactos ambientais, económicos e sociais do projeto.

“O calendário que está neste momento em cima da mesa é muito curto, e deixa-nos algumas reservas, porque já prevê a assinatura de um contrato em março ou abril do próximo ano”. Um prazo que o deputado do BE considera curto para que sejam realizados os estudos que um projeto desta dimensão e importância exige, disse citado em conunciado.

António Lima considera fundamental que a população de Santa Maria –"tenha acesso a toda a informação sobre as consequências positivas e negativas que podem advir deste projeto, e coloca como hipótese que as pessoas que vivem em Santa Maria possam vir a ter uma palavra definitiva através de eventual realização de um referendo local.

Refira-se que o deputado do Bloco de Esquerda terminou esta quarta-feira uma visita de dois dias à ilha de Santa Maria, em que, além da visita à estação da ESA, reuniu com o conselho executivo da Escola Básica e Secundária, Associação de Estudantes, Clube de Amigos e Defensores do Património Cultural e Natural, Santa Casa da Misericórdia, Câmara Municipal e Ilhas de Valor.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.