Baltasar Garzon ordena prisão preventiva de Otegi


 

Lusa / AO online   Internacional   16 de Out de 2009, 17:32

O juiz espanhol Baltasar Garzon ordenou a prisão preventiva do ex-porta-voz do Batasuna, Arnaldo Otegi, bem como de outros quatro dirigentes bascos, acusados de tentarem reconstruir o partido ilegalizado.
Além de Otegi, e segundo fontes judiciais, o magistrado ordenou a prisão preventiva de Miren Zabaleta (filha do coordenador do partido Aralar); Rafa Diez Usabiaga, ex-secretário geral do sindicato LAB; Sónia Jacinto, ex-tesoureira do PCTV, e Arkaitz Rodríguez, absolvido em 2006 de uma acusação de ser membro das equipas de informação e captação da ETA.

O magistrado deixou em liberdade o dirigente histórico do Batasuna Rufi Etxebarria, Ainara Oiz Elorriaga, José Luis Moreno Sagües (Txelui), José Manuel Serra e Amaia Esnal, estes três últimos com fianças de 10 mil euros.

Os dirigentes bascos foram detidos em operações no País Basco e Navarra (Espanha) na terça-feira, acusados de tentar reconstruir a força política ilegalizada e considerada braço político da ETA.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.