Avião realiza hoje voo de vigilância no Algarve devido a risco de fogo

Avião realiza hoje voo de vigilância no Algarve devido a risco de fogo

 

Lusa/Ao online   Economia   8 de Jul de 2018, 11:50

Um avião de reconhecimento, avaliação e coordenação aérea vai realizar hoje um voo de vigilância no sul do país devido ao agravamento do risco de incêndio florestal no Algarve, disse à agência Lusa o Ministério da Administração Interna (MAI).

Segundo o MAI, o voo que hoje se vai realizar terá especial incidência nas serras de Monchique e do Caldeirão.

“Tendo em conta o agravamento do risco de incêndio florestal no Algarve, nos próximos dias, a Autoridade Nacional de Proteção Civil vai reforçar as medidas de prevenção no sul do país através do envio de um avião de reconhecimento, avaliação e coordenação aérea”, informou o MAI.

Com o nível IV de empenhamento operacional, que teve início no passado dia 1 de julho, os aviões de reconhecimento, avaliação e coordenação aérea estão operacionais a partir dos centros de meios aéreos de Viseu e de Ponte de Sor.

Estes aviões, que permitem localizar novas ocorrências de incêndios rurais e identificar locais de possíveis reacendimentos e reativações, possuem equipamentos que permitem a deteção de pontos quentes com recurso a imagem térmica, a sua localização e a consequente transmissão dos dados para apoio à decisão operacional.

De acordo com o MAI, as imagens térmicas podem ser registadas tanto em período diurno como noturno.

Sempre que é detetado um foco de incêndio ou pontos quentes numa área ardida, com elevado potencial de reacendimento, é efetuado o registo de imagem, com georreferenciação do local, “garantindo-se a imediata análise da situação através da estrutura operacional” da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), refere o MAI na nota enviada à Lusa.

O Ministério tutelado por Eduardo Cabrita refere ainda que “a imediata comunicação rádio entre a aeronave e o Comando Nacional de Operações de Socorro, com indicação precisa da situação, da toponímia do local e coordenadas, permite a rápida e adequada ativação de meios através dos comandos distritais de operações de socorro da ANPC”.

O Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais conta também, na região do Algarve, com mais um helicóptero pesado Kamov a operar a partir de Loulé.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.