Açoriano Oriental
Coronavírus
Avião que transporta portugueses vindos da China já aterrou em França

O Airbus A380 que transporta os 17 portugueses retirados da cidade chinesa de Wuhan, foco do novo coronavírus, já aterrou na base militar de Istres, sul da cidade francesa de Marselha, noticiou a agência France-Presse.

article.title

Foto: EPA/JEROME FAVRE
Autor: AO Online/ Lusa

A aterragem ocorreu pelas 13:30 (hora de Lisboa).

A bordo do Airbus A380 viajaram 250 cidadãos europeus, entre eles 17 portugueses.

Os portugueses vão ser agora transportados para Portugal por um avião da Força Aérea, desconhecendo-se, para já, a hora de chegada.

De acordo com o secretário de Estado da Proteção Infantil, Adrien Taquet, citado pela France-Presse, nenhum dos passageiros apresentou sintomas de infeção durante a viagem.

Alguns dos passageiros que chegaram neste voo serão examinadas numa estância balnear perto de Marselha, onde já se encontram 179 pessoas em quarentena.

Este é o segundo avião que aterra em França proveniente da China. O primeiro tinha aterrado na sexta-feira com 180 pessoas a bordo.

A China elevou hoje para 304 mortos e mais de 14 mil infetados o balanço do surto de pneumonia provocado por um novo coronavírus (2019-nCoV) detetado em dezembro passado, em Wuhan, capital da província de Hubei (centro).

As Filipinas anunciaram também hoje a morte de um cidadão de nacionalidade chinesa, vítima de uma pneumonia causada pelo coronavírus, a primeira vítima fatal fora da China.

Além do território continental da China e das regiões chinesas de Macau e Hong Kong, há mais casos de infeção confirmados em 24 outros países, com as novas notificações na Rússia, Suécia e Espanha.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou na quinta-feira uma situação de emergência de saúde pública de âmbito internacional (PHEIC, na sigla inglesa) por causa do surto do novo coronavírus na China.

O Ministério da Saúde vai disponibilizar instalações onde os portugueses provenientes de Wuhan possam ficar em "isolamento profilático" voluntário. O Hospital Pulido Valente, em Lisboa, e o Hospital Militar, no Porto, serão as unidades a recebê-los.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.