ASAE invade feira e detém sete vendedores


 

Lusa / AO online   Nacional   2 de Nov de 2007, 13:41

Sete vendedores detidos, 22 processos-crime instaurados e 6.404 peças apreendidas, no valor de 66.500 euros, foi o balanço de uma operação desenvolvida quinta-feira na secular Feira dos Santos, em Cerdal, Valença, informou a ASAE.
Fonte da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) disse hoje à Lusa que na operação estiveram envolvidos 60 elementos daquele organismo, apoiados por perto de duas dezenas de agentes do Corpo de Intervenção da GNR, tendo sido vistos 97 operadores.
Os 22 processos-crime instaurados estão relacionados com usurpação de direitos de autor, contrafacção e, num caso, falta de rotulagem em português.
Entre as peças apreendidas contam-se CD's, DVD's, calçado (sobretudo ténis), vestuário, perfumes e marroquinaria.
As nove pessoas detidas (cinco de Marrocos, três de Portugal e uma de Espanha) ficaram sujeitas a termo de identidade e residência e posteriormente deverão apresentar-se em tribunal.
"Foi uma operação que durou pouco mais de um hora e que decorreu com toda a normalidade, sem quaisquer incidentes", salientou a fonte das ASAE.
Documentada já em 1758 nas "Memórias Paroquiais" de Cerdal, esta é a primeira vez que a Feira dos Santos é alvo de uma operação policial deste género, com polícias armados e encapuzados a irromper pelo recinto do certame, para surpresa dos milhares de forasteiros que anualmente ali acorrem.
A feira, que decorre até sábado, acolhe perto de meia centena de expositores-vendedores, sendo considerada a última grande romaria do calendário anual galaico-minhoto e a mais importante entre o Norte de Portugal e a Galiza.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.