António Guterres inicia segundo mandato como Alto Comissário para os Refugiados

António Guterres inicia segundo mandato como Alto Comissário para os Refugiados

 

Lusa / AO online   Nacional   13 de Jun de 2010, 13:21

António Guterres inicia terça feira um segundo mandato de cinco anos na liderança do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), após o secretário geral da ONU, Ban Ki-moon, ter proposto a sua recondução no cargo.

Em 24 de abril, a Assembleia Geral das Nações Unidas aprovou a recondução do antigo primeiro ministro português, eleito pela primeira vez para este organismo internacional em 15 de junho de 2005, sucedendo ao holandês Ruud Lubbers.

Em comunicado oficial, Guterres manifestou o seu reconhecimento pela decisão e num posterior discurso no Parlamento Europeu considerou “um privilégio e uma honra extraordinários” continuar a dedicar o seu trabalho “a uma causa a favor daqueles que, porventura, têm no mundo a mais vulnerável das posições”.

O ACNUR, que já foi contemplado com dois Prémios Nobel da Paz, é uma das principais agências humanitárias do mundo. Com mais de 6.800 funcionários, está presente em cerca de 120 países, fornecendo proteção e ajuda a milhões de refugiados, deslocados ou repatriados.

Mais de 85 por cento do pessoal do ACNUR está presente no terreno e confronta-se frequentemente com situações difíceis e perigosas.

O orçamento para 2010 situa-se nos três mil milhões de dólares (2,4 mil milhões de euros).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.