Almunia admite que UE reagiu tarde ao problema grego


 

Lusa / AO online   Economia   29 de Abr de 2010, 12:18

O vice-presidente da Comissão Europeia, Joaquín Almunia, admitiu esta quinta-feira que a UE reagiu tarde ao problema grego e que os dois meses e meio que já passaram desde o sim do Conselho Europeu a essa ajuda são “uma eternidade”.
Em declarações à rádio Cadena SER, Almunia usou uma metáfora futebolística para dizer que a atitude europeia sobre a crise grega tem sido “andar com a bola mas sem concretizar”.

“Dois meses e meio é uma eternidade para uma situação como esta. Temos que reconhecer isso e aprender com a experiência. Não estávamos suficientemente preparados para enfrentar uma crise como esta”, admitiu.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.