Alcançado objetivo dos 60 metros para resgatar criança de poço em Málaga

Alcançado objetivo dos 60 metros para resgatar criança de poço em Málaga

 

Lusa/AO Online   Internacional   22 de Jan de 2019, 10:09

O túnel vertical perfurado para tentar resgatar o menino de dois anos que caiu a um poço em Totalán, Málaga, Espanha, alcançou na segunda-feira o objetivo dos 60 metros de profundidade.

A mudança na tipologia no terreno permitiu um maior avanço na prospeção, explicou à agência noticiosa espanhola Efe o representante do Consórcio Provincial de Bombeiros local.

A seguir são preparados o invólucro do túnel e o seu envase, operações que, segundo os técnicos, podem variar entre sete e nove horas, trabalhos que serão realizados de acordo com os critérios estabelecidos pela brigada de resgate de mineração, deslocada das Astúrias.

Uma vez concluída toda esta tarefa, outros mineiros começarão a escavar de forma manual uma galeria horizontal de quatro metros para ligar ao poço onde está o menino Julén, tarefa que pode demorar 24 horas.

Entretanto, Rodrigo Reveco, o inventor da cápsula ‘Fénix’ que serviu para resgatar em 2010 os 33 mineiros que ficaram presos numa mina no Chile, enviou hoje uma mensagem de ânimo e força à equipa que trabalha para libertar Julén.

Segundo fontes do município de Málaga, o inventor enviou uma mensagem de ânimo ao diretor técnico do Consórcio Provincial de de Bombeiros, Julián Moreno, e classificou de “extraordinário” o trabalho dos resgatadores, precisando que o trabalho está a ser melhor executado do que para resgatar os mineiros no Chile.

As zonas de rochas de extrema dureza que os técnicos estão a encontrar em Totalán atrasaram o plano traçado, no oitavo dia de trabalhos, já que inicialmente se esperava que fosse possível terminar a perfuração vertical hoje de manhã.

Contudo, faltavam ainda oito metros para terminar quando começou a amanhecer.

A partir daí, será necessário canalizar o túnel para o proteger de eventuais cedências de terreno.

Esta proteção é necessária para que os mineiros da Brigada de Salvação deslocada das Astúrias possam descer numa espécie de gaiola para continuar a escavar à mão um túnel horizontal de acesso à área onde se acredita que pode estar a criança, desde o passado dia 13.

Os trabalhos para a criação de uma galeria horizontal iniciam-se esta terça-feira.

A velocidade a que avançará este trabalho dependerá do material que encontrarem as equipas, mas devido à experiência em trabalhos semelhantes, os técnicos anunciaram que a tarefa poderia estender-se por mais 24 horas.

A criança caiu há uma semana num poço junto à necrópole da Tumba Del Moro, local turístico em Málaga, na região da Andaluzia.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.