"A Viagem do Elefante" pode ser "último livro"

"A Viagem do Elefante" pode ser "último livro"

 

Lusa/AO Online   Nacional   18 de Dez de 2008, 13:52

José Saramago reconheceu nesta terça-feira, na apresentação de "A Viagem do Elefante", na Casa de América em Madrid, que este pode ser o seu último livro.
   "Tenho 86 anos e estou suficientemente lúcido. (Mas) já não espero escrever muitos livros e se escrever algum é um milagre", disse.

    O Nobel de Literatura disse ainda que, se decidir escrever mais, gostaria que a qualidade não fosse inferior a qualquer de suas anteriores obras.

    O título já vendeu mais de 70 mil exemplares na Espanha.

    Saramago agradeceu a boa recepção à obra, escrita em 2007, enquanto lutava com uma grave infecção respiratória.

    "Não tenho motivos para queixar-me aqui (em Espanha) e em Portugal. Sair de uma enfermidade tão complicada como a minha e tirar forças de onde não se tem... estou contente", afirmou, emocionado.

    Saramago lembrou ainda um artigo que escreveu recentemente, segundo o qual os problemas causados pela crise financeira internacional são um crime contra a humanidade.

    "Todos sabem quem são os responsáveis, mas alguém pensa que vão parar à prisão?", questionou. "Os atentados contra a dignidade humana são tantos que não sei nem por onde começar."


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.