Vereador português defende importância inscrição emigrantes cadernos eleitorais


 

Lusa/ AO   Nacional   25 de Out de 2007, 08:34

O vereador português em França Paulo Marques considera "essencial" que sejam definidas estratégias para sensibilizar os emigrantes portugueses a inscreverem-se nos cadernos eleitorais franceses, no encontro de luso-eleitos que vai decorrer sábado, em Paris.
"É uma situação primordial. É essencial que os portugueses sem nacionalidade francesa estejam inscritos nos cadernos eleitorais", disse à agência Lusa Paulo Marques, vereador para a Juventude em Aulnay-sous-Bois, perto de Paris.

    De acordo com o vereador, existem actualmente "mais de 65 mil portugueses sem nacionalidade francesa" inscritos nos cadernos eleitorais franceses, número que considera pequeno e que quer "pelo menos duplicar".

    Por isso, considera que serão muito úteis os trabalhos que vão decorrer sábado, no senado francês, no âmbito do 4º Encontro dos Portugueses e Luso-descendentes Eleitos nas Autarquias Francesas.

    "Esse encontro tem um ponto muito importante que é o de conseguir juntar vários autarcas de toda a França, e não só das câmaras junto à grande Paris, para trocarmos experiências e darmos uma visão das nossas funções", disse o vereador.

    Para Paulo Marques, é também de sublinhar a "importância única de se poder definir eventuais estratégias para o aumento de inscrições nos cadernos eleitorais".

    Nesta matéria, o vereador em Aulnay-sous-Bois criticou o trabalho das autoridades francesas "que não promovem o direito ao voto dos imigrantes".

    "Desde 1994 que os europeus sem nacionalidade francesa e residentes em França podem votar, mas nunca foi feito nada de eficaz e visível para a inscrição desses imigrantes nos cadernos eleitorais", disse o português que pretende ter "uma real participação dos imigrantes nas próximas eleições" autarquias, em Março de 2008.

    Organizado pela Embaixada de Portugal em França, o 4º Encontro dos Portugueses e Luso-descendentes Eleitos nas Autarquias Francesas realiza-se sábado no Senado, em Paris.

    Fazer um balanço da participação política dos mais de 300 luso-eleitos e discutir fórmulas de mobilização da comunidade para votar nas próximas autárquicas são os objectivos do encontro, segundo disse à Lusa o embaixador António Monteiro.

    Presentes encontro vão estar o secretário de Estado das Comunidades, António Braga, o ex-presidente da República Mário Soares, o social-democrata Marcelo Rebelo de Sousa, o presidente do Grupo de Amizade França/Portugal da Assembleia Nacional francesa, Pierre Bourguignon, um representante do Ministério do Interior francês, representantes da União Europeia e associações portuguesas, entre outros.

    Em França residem actualmente cerca de um milhão de portugueses.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.