Vacinação arrancou em Valença nos profissionais do centro de saúde


 

Lusa/AO Online   Nacional   3 de Nov de 2009, 10:41

O plano de vacinação dos profissionais do Centro de Saúde de Valença contra a gripe A (H1N1) arrancou hoje, tendo já sido vacinados médicos, enfermeiros e administrativos.

O primeiro a ser vacinado foi o delegado de saúde do concelho, Amílcar Lousa, que disse que a ideia é vacinar "o maior número" de profissionais, "embora haja sempre alguém que não o queira fazer".

Até ao momento, e segundo uma enfermeira do centro, dois médicos já recusaram a vacinação.

O Centro de Saúde de Valença tem 10 médicos, 18 enfermeiros e perto de três dezenas de administrativos.

De tarde, vai arrancar a vacinação das grávidas no segundo e terceiro trimestres.

Estão sinalizadas 57 grávidas, das quais 20 já aceitaram ser vacinadas, havendo mais que estão a aguardar a opinião dos respectivos obstetras. O centro de saúde ainda não conseguiu contactar as restantes 27 grávidas.

O plano de vacinação em Valença foi acelerado devido ao surto de gripe A que, segundo Amílcar Lousa, já infectou mais de 300 alunos de todas as escolas do concelho.

Os alunos continuam a ser rastreados à chegada às escolas, com medição da temperatura, sendo enviados para casa todos os que apresentem febre superior a 37 graus.

Na segunda-feira, os alunos entupiram por completo as urgências do Centro de Saúde de Valença, mas hoje o panorama é completamente diferente, não havendo praticamente afluência.

Segundo dados do delegado de saúde, na segunda-feira faltaram às aulas 400 alunos, mas alguns por iniciativa dos próprios pais, que optaram por os deixar em casa face às notícias do surto epidémico.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.