Açoriano Oriental
União Europeia prolonga sanções à Rússia por mais seis meses
O Conselho da União Europeia (UE) aprovou o prolongamento das sanções à Rússia por mais seis meses, até 31 de julho, de 2016, devido à implicação do país no conflito da Ucrânia.
article.title

Foto: Peter Hamza
Autor: Lusa/AO online

 

As sanções agora prolongadas pela UE foram adotadas pela primeira vez em julho de 2014, por um ano, em resposta às ações de Moscovo no Leste da Ucrânia.

Com esta decisão, os 28 Estados-membros admitem que os acordos de Misk, de cessar-fogo, entre Kiev e os separatistas pró-russos não estarão totalmente aplicados até final do ano.

“Como os acordos de Minsk não estarão completamente aplicados até 31 de dezembro de 2015, a duração das sanções foi prolongada enquanto o Conselho prossegue a avaliação do progresso” no terreno, segundo um comunicado.

Os acordos de Minsk incluem um cessar-fogo, a retirada de armamento pesado e a devolução da gestão da fronteira Leste às autoridades ucranianas.

As sanções adotadas em julho foram reforçadas em setembro e têm como objeto o comércio com os setores financeiro, energético e da defesa russos.

Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.