Golfe

Tiago Cruz vence XXII SATA Azores Open em golfe

Tiago Cruz vence XXII SATA Azores Open em golfe

 

Arthur Melo   Outras modalidades   4 de Out de 2007, 17:03

Ao completar a última volta com uma pancada abaxo do par, o jovem português natural do Estoril consegue a vitória, finalizando o torneio da VerdeGolf com 211 pancadas

Tiago Cruz sucede ao canadiano Brad Fritsch na conquista do SATA Azores Open, depois de finalizar a três voltas ao Campo de Golfe da Batalha com 211 pancadas, cinco abaixo do par.

Depois de ter ascendido à liderança do Torneio organizado pela VerdeGolfe após o final do dia intermédio de competição, o jovem de 25 anos finalizou o último dia com uma pancada abaixo do par (71), resultado que lhe permite levar para o Estoril o primeiro prémio, no valor monetário de 12.500 euros.

No final, Tiago Cruz reconhece que o score alcançado no segundo dia de prova foi preponderante para a vitória mas, acima de tudo, o segredo esteve em não aborrecer-se caso alguma coisa corresse mal durante o dia.

"Ontem (quarta-feira) foi um grande passo mas ainda haviam bons jogadores e que têm um bom 'swing'. Ia ser difícil mas mantive e calma e ao final dos 18 buracos consegui a vitória", afirma, muito satisfeito, o jogador que disputou o SATA Azores Open pelo segundo ano consecutivo, sendo que em 2006 não foi além do 34º lugar.

Fundamental foi mesmo gerir o stress ao longo da última volta, gestão que o jogador, que vai completar brevemente o seu segundo ano como profissional, conseguiu: "Fui para o campo com o objectivo de não me chatear por causa de um mau 'shot', sempre mantendo a calma e a não me irritar. Foi o que aconteceu; não me chateei e as coisas correram bem para o meu lado", reconheceu.

O canadiano Lee Curry. visivelmente abatido - confessou no final estar com dor de cabeça e alguns suores, sintomas típicos de uma gripe - terminou a terceira volta com 73 pancadas, resultado que o deixou no segundo posto, com 213 pancadas. Mesmo assim, um bom resultado para o jogador natural de Otava, no Canadá, na sua segunda participação na prova rainha do golfe açoriano, sendo que em 2006 terminou em sexto lugar.

Pelo segundo ano consecutivo, o português Nuno campino terminou o SATA Azores Open no terceiro lugar. Apesar de ter terminado com o Par do campo (216 pancadas), mais uma vez Campino volta a ocupar o último lugar do pódio da prova da VerdeGolf que distribuiu 42 mil euros em prémios monetários.

Ao terminar em 27º lugar, com 235 pancadas, Luís Índio foi o melhor dos três açorianos que competiram na prova que nos últimos dias desenrolou-se no Campo de Golfe da Batalha.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.