Termas da Ferraria inauguradas

Termas da Ferraria inauguradas

 

Lusa / AO Online   Regional   6 de Jun de 2010, 08:47

O presidente do Governo açoriano, Carlos César, considerou que os Açores estão “a resistir de forma mais positiva" à crise, destacando a requalificação das Termas da Ferreira, obras hoje inauguradas, como “um bom exemplo do espírito renovador”.

“A forma como se está a resistir nos Açores aos efeitos da crise é mais positiva do que a forma como outras regiões do país, ou fora, evidenciam em termos de resistência a esta crise. Confio que rapidamente recuperaremos, retomando em breve o ritmo de crescimento, expansão e o sucesso que esteve a marcar os últimos anos”, afirmou Carlos César.

O presidente do Governo Regional dos Açores falava na inauguração das obras de remodelação e requalificação das Termas e Zona Balnear da Ferraria, na freguesia de Ginetes, em S. Miguel.

Para Carlos César, a requalificação das Termas da Ferraria “é um bom exemplo do espírito renovador” e “um ato de esperança de revitalização de um espaço de memória", frisando a importância do investimento na componente de saúde e bem estar do setor turístico.

“Estas termas são mais uma referência de qualidade nos Açores que queremos transmitir ao nosso destino turístico, reforçando o acolhimento na componente e valência turística da saúde e bem estar”, sublinhou Carlos César.

O presidente do Governo açoriano considerou ainda que “é através da acentuação de diferenças e da oferta da qualidade nesta especificidade” que os Açores se podem reforçar como destino turístico.

O investimento hoje inaugurado surge na sequência de outros que estão a ser desenvolvidos na região, como os casos das Termas do Carapacho (Graciosa), cuja obra se encontra em fase de conclusão, Termas do Varadouro (Faial) e Termas das Furnas (S. Miguel).

Neste sentido, Carlos César anunciou que “vai ser assinado até final do mês” o contrato de concessão de exploração das Termas do Carapacho, estimando ainda a abertura, “a curto prazo”, do Hotel das Termas nas Furnas, em S.Miguel.

As Termas da Ferraria encontravam-se em estado de degradação há décadas.

A intervenção, superior a quatro milhões de euros a cargo das Secretarias Regionais da Economia e Ambiente, incluiu a recuperação do edifício termal que ali se encontrava, preservando a sua traça original, e a requalificação da zona balnear, com a construção de solários e de um parque de estacionamento.

A exploração do empreendimento, que integra um SPA termal, restaurante e bar de apoio à zona balnear, foi adjudicada ao Grupo Paim.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.