Sinalizados 1661 casos de crianças e jovens em risco

Sinalizados 1661 casos de crianças e jovens em risco

 

Paula Gouveia   Regional   20 de Mai de 2019, 08:36

Num só ano, 1661 crianças e jovens foram sinalizados às comissões de proteção de menores como estando em risco. Exposição a comportamentos nocivos ao bem-estar e desenvolvimento são o principal motivo

No ano passado, as Comissões de Proteção de Crianças e Jovens dos Açores foram alertadas para 1661 casos de menores em situação de risco.Foram instaurados 1171 processos (dos quais 1126 correspondiam a novos casos e os restantes 45 a processos transferidos) e reabertos 490 processos.

Nas comissões, em 2018, estavam ainda 1330 processos transitados do ano anterior. Deste modo, no total, havia, no ano passado, 2991 casos de crianças e jovens em risco. E, apesar deste número ainda ser significativo, em comparação com o ano anterior corresponde a uma descida de 9,7% do volume processual global, uma vez que em 2017 houve mais 323 casos ao cuidado das comissões. Uma tendência de redução que se tem verificado nos últimos anos.


Pode ler a reportagem completa na edição desta segunda-feira, 20 maio 2019, do jornal Açoriano Oriental



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.