I Liga 2019/20

Santa Clara procura fazer história e garantir nova manutenção

Santa Clara procura fazer história e garantir nova manutenção

 

Lusa/AO Online   Futebol   8 de Ago de 2019, 09:09

O Santa Clara parte para a época 2019/2020 da I Liga de futebol com o objetivo de garantir pela segunda vez consecutiva a manutenção, o que, a suceder, seria a primeira vez na história do clube açoriano.

O treinador dos micaelenses, João Henriques, que transita da época passada, anunciou o seu intento logo após o jogo de apresentação do Santa Clara, frente ao Praiense, no final de julho: "Tudo faremos para fazer história no Santa Clara: duas manutenções seguidas, nunca foi conseguido", disse então.


Os 'encarnados' de Ponta Delgada regressaram na época passada à I Liga de futebol e tiveram uma temporada inesperadamente tranquila, terminando em 10.º lugar e garantindo a manutenção algumas jornadas antes do fim da prova - até à última jornada, em que perderam frente ao Benfica, na Luz, o clube esteve na disputa pelo sétimo lugar, que viria a pertencer ao Rio Ave.


A época 2019/2020 do Santa Clara arrancou no passado fim de semana, com uma vitória frente ao Belenenses que garantiu a qualificação para a fase de grupos da Taça da Liga, onde a equipa não marcou presença na época passada.


No que refere ao plantel para a época que agora arranca, são ainda algumas as incertezas no clube: o avançado Guilherme Schettine, o defesa Fábio Cardoso e o médio Osama Rashid são jogadores com mercado e que foram já associados a vários clubes, mas a poucos dias do arranque da I Liga, nenhuma proposta levou os jogadores para fora dos Açores.


Clemente e Accioly, referências do clube, retiraram-se dos relvados no final da época passada, sendo que o trinco Kaio foi vendido aos russos do Krasnodar e também o guarda-redes Serginho e os médios Minhoca e Chrien (que esteve emprestado pelo Benfica) abandonaram o clube.


O açoriano Nené, centro-campista contratado ao Fafe, foi um dos destaques da pré-temporada, tendo Carlos Júnior, que transitou do Rio Ave, sido um dos reforços mais utilizados por João Henriques nos jogos particulares.


O central João Afonso, que veio do Vitória de Guimarães, tem formado dupla em diversos jogos com Fábio Cardoso, relegando o titular da época passada César para o banco - também do Guimarães veio, mas por empréstimo, o médio Francisco Ramos, que já na segunda metade da época passada esteve no Santa Clara.


O guarda-redes André Ferreira, os defesas Rafael Ramos, Zaido Sanusi e Steven Pereira e o médio Lincoln são outros reforços à disposição de João Henriques.


No sábado, os açorianos dão o pontapé de saída na I Liga de futebol com um jogo em casa, defrontando o recém-promovido Famalicão.


A estreia do emblema do Santa Clara no principal escalão ocorreu em 1999/2000, quando terminou o campeonato na 18.ª e última posição.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.