Revista de imprensa nacional


 

Lusa/AO   Nacional   26 de Out de 2007, 06:43

A proposta do BPI de fusão com o BCP, a visita do presidente russo Vladimir Putin a Lisboa e a proibição de pedófilos trabalharem com crianças são assuntos hoje em destaque na imprensa de Lisboa.
 O Público chama à primeira página “BPI propõe fusão com o BCP para crescer no mercado externo”.

    O BPI anunciou quinta-feira ter proposto ao BCP o avanço para a fusão das duas instituições.

    De acordo com o matutino, Fernando Ulrich (presidente executivo do BPI) deverá ser o líder da nova instituição, Millennium BPI.

    “Cimeira UE-Rússia: Agenda ambiciosa mas baixas expectativas”, “Chumbos por faltas vão deixar de existir” e “Avaliação de professores já tem regras” são outras chamadas de capa do Público.

    O Jornal de Notícias faz manchete com o título “Pedófilo proibidos de trabalhar com crianças”, salientando que o impedimento constará no registo criminal dos condenados por abuso sexual de menores.

    Ministro da Justiça, Alberto Costa, diz que protecção de jovens é mais importante do que o direito à protecção, acrescenta ainda o JN.

    O matutino realça também uma sondagem realizada pela Universidade Católica para o JN, a RTP e a Antena 1 que indica que PS está em derrapagem arrastando José Sócrates na queda.

    “BPI propõe fusão ao BCP para criar gigante privado na banca nacional”, “Direitos humanos não atrapalham visita de Putin a Portugal” e “PS disposto a permitir inspecções à PJ pelo Ministério Público” são outros títulos do JN.

    “Denúncia leva provedora [da Casa Pia] ao PGR [Procurador-Geral da República] é a manchete de hoje do Correio da Manhã.

    O jornal escreve que o Procurador-Geral da República recebe hoje a provedora da Casa Pia, Joaquina Madeira, que solicitou a audiência com Pinto Monteiro a 19 de Outubro, após divulgação da denúncia de Catalina Pestana sobre novos abusos sexuais a alunos da instituição.

    Na primeira página, o CM realça também “Fusão de BPI e BCP dá gigante ibérico”, “Diplomacia e negócios dominam visita de Putin” e “Kate McCann `é jogadora de póquer a chorar´” são outros assuntos abordados no jornal.

    O Diário de Notícias salienta na capa “Solução Alcochete poupa três mil milhões face à Ota”.

    De acordo com o jornal, a escolha de Alcochete como localização do novo aeroporto de Lisboa, defendida por um estudo pedido pela Confederação da indústria Portuguesa (CIP), vai permitir poupar três mil milhões de euros em toda a construção de infra-estruturas (aeroporto e acessibilidades).

    A CIP mostra estudo em breve ao primeiro-ministro, José Sócrates, diz ainda o DN.

    Sobre a visita do presidente russo a Lisboa, o DN noticia “Putin baralha segurança com passeio privado”.

    O matutino destaca ainda o barómetro DN/TSF/Marktest que indica que PS e PSD surgem em Outubro separados por apenas um ponto nas intenções de voto dos portugueses.

    Dados do barómetro indicam que os socialistas registam 36,9 por cento das intenções de voto, enquanto o PSD recolhe 35,9 por cento.

    Na capa, o DN noticia ainda que “BPI quer fusão com BCP para criar gigante nacional”.

    O 24horas titula “McCann contratam detectives de elite em Espanha”, referindo que mais de uma dezena de investigadores estão no terreno à procura de Maddie.

    O diário destaca ainda “a classificação das 1.297 escolas de todo o país com o 9º ano de escolaridade” e “Mulher desaparece misteriosamente na véspera do casamento”.

    O Diário Económico destaca na sua edição de hoje um especial de dez páginas dedicadas à proposta do BPI de fusão com o BCP.

    “Accionistas do BCP hesitam em aceitar BPI” titula o DE, destacando que o BCP esteve quinta-feira reunido mas ainda não deu resposta à proposta do BPI.

    “Lucros do BES subiram 60 por cento no terceiro trimestre deste ano”, “Pacote fiscal para a reabilitação urbana vai custar 450 milhões de euros” e “Sonaecom só quer a televisão digital terrestre se conseguir as três licenças”.

    Também o Jornal de Negócios chama à primeira página “Fusão: Fernando Ulrich quer liderar o maior banco português”.

    O económico refere que o novo banco passará a terceiro do ranking ibérico em capitalização bolsista.

    O Semanário realça na primeira página “Jardim Gonçalves pediu a Artur dos Santos Silva para antecipar proposta de fusão amigável BPI-BCP”.

    O jornal noticia ainda que o “fracasso da fusão amigável pode abrir caminho para OPA hostil do BPI”.

    “Aparelho socialista quer número dois de Sócrates e remodelação em 2008” e “Putin discute tensão no Irão e dossier energético em Lisboa” são outras chamadas de capa do Semanário.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.