Revista de imprensa nacional


 

Lusa/AO   Nacional   12 de Nov de 2008, 05:21

A ida do governador do Banco de Portugal ao Parlamento, o aumento dos abusos sexuais a crianças e a possibilidade de baixa dos preços de fruta e legumes são notícias hoje em destaque na imprensa de Lisboa.
"Supervisão bancária é feita por apenas 60 técnicos" refere o Público, a propósito da ida de Vítor Constâncio ao Parlamento, adiantando que o governador do Banco de Portugal admite a hipótese de pôr equipas a trabalhar nos bancos.

    O jornal refere também que o antigo administrador do Banco de Portugal Manuel Sebastião comprou um prédio ao BES em nome do ministro da Economia, Manuel Pinho, quando este era administrador do BES.

    "Professores não podem reunir-se nas escolas", segundo a Fenprof (Federação Nacional de Professores), "Seis clubes com salários em atraso" e "Deputado do PND continua suspenso" na Madeira são outros títulos do Público.

    O Diário de Notícias também puxa para a capa a audição de Vítor Constâncio na Assembleia da República e a afirmação do governador de que "Sem a crise, o BPN podia salvar-se”.

    "Abusos sexuais a crianças sobem 40 por cento em 2008" realça o Diário, adiantando que o número de casos tem vindo sempre a aumentar nos últimos três anos.

    O Diário de Notícias avança que os sindicatos dos professores acusam o Ministério da Educação de criar uma "Nuvem de fumo", depois do governo ter decidido que a avaliação não vai ter efeitos na colocação de professores no próximo ano.

    "Testemunhas temem máfia da noite" escreve o Correio da Manhã sobre o julgamento que decorre no tribunal da Boa-Hora, em Lisboa.

    A visita da ministra da Educação a uma escola em Fafe, terça-feira, onde foi mal recebida pelos alunos, é outra notícia do jornal, que ainda dá destaque à informação de que há um clube inglês que oferece 18 milhões de euros anuais pelo treinador José Mourinho.

    "Preços de fruta e legumes podem baixar até 40 por cento", titula em manchete o Jornal de Notícias, que acrescenta que, Bruxelas está preocupada com crise financeira, admitindo o regresso de produtos não calibrados".

    Este diário também coloca na capa a ida da ministra da Educação a uma escola de Fafe, onde foi recebida com ovos lançados por um grupo de estudantes.

    A actriz Fernanda Serrano é hoje assunto de capa no 24horas, merecendo também chamadas de capa nos restantes jornais diários.

    A actriz contou terça-feira que descobriu que tinha cancro da mama "no dia em que foi mãe" e que apresar de ainda não estar curada da doença, não corre risco de vida.

    A revista Focus explica porque razão os "milhões de portugueses" não cumprem os seus compromissos financeiros.

    O Diário Económico realça uma entrevista com o novo presidente do BPN, Francisco Bandeira, onde diz que quer devolver a credibilidade ao banco.

    "PME têm à disposição 3,2 mil milhões de euros" lê-se ainda no jornal, a propósito das medidas anunciadas terça-feira pelo primeiro-ministro.

    O mesmo assunto está em destaque no Jornal de negócios, que acrescenta que as medidas "visam proteger empresas da crise e estimular fusões".

    A Segurança Social voltou a depositar mais dinheiro no BPN, salienta o jornal.

    A controvérsia em torno da arbitragem do Sporting-FC Porto de domingo, a contar para a Taça de Portugal, e a chegada do brasileiro Alípio (ex-Rio Ave) ao Real Madrid, aos 16 anos, estão hoje nas capas dos matutinos desportivos.

    A Bola anuncia em grande destaque que “árbitros querem calar Paulo Bento durante 1 ano”, considerando a respectiva associação profissional na queixa que apresentou à Federação Portuguesa de Futebol que o técnico sportinguista fez um “incitamento à violência” ao comentar a atitude do clube para os árbitros.

    O matutino destaca ainda uma declaração do árbitro em causa, Bruno Paixão, que, nos comentários publicados na imprensa especializada prejudicou mais o FC Porto que o Sporting: “todos acertámos e todos errámos mas estou de consciência tranquila”.

    A primeira página de O Jogo é preenchida como foto do futebolista Alípio e do seu agente, Jorge Mendes, responsável pela sua transferência para o Real Madrid, com o título “Aos 16 anos no Real”.

    O matutino, que rotula o jogador como “fenómeno”, refere que Alípio vai estar ligado à equipa madrilena até 2012 e “já não volta a Vila de Conde”, ficando em Madrid, onde vai jogar pelo Castilla.

    Numa ronda noticiosa pelos três clubes grandes, o jornal diz que numa votação pela net Daniel Carriço foi “eleito para parceiro de Polga”, no Sporting, que “torcicolo de Licha dá hipóteses de jogar a Farias” no FC Porto e no Benfica “Aimar a jogar onde Diós o quer”.

    O Record preenche a capa com uma foto do árbitro Bruno Paixão e escreve que “Afinal é bom”, pois “observador da Liga dá nota positiva” à sua actuação.

    “Incrível”, comenta o matutino, acrescentando: “da série de erros no clássico só um penálti é reconhecido na avaliação”, citando a reacção de Bruno Paixão (“deu jeito criticar o árbitro”).

    O jornal diz ainda que o argentino “Di Maria arrisca não jogar mais em 2008” devido a um fissura no perónio do jogador do Benfica.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.