PSI 20 fecha em queda em linha com congéneres europeus


 

Lusa / AO online   Economia   16 de Out de 2009, 17:25

O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI 20, encerrou esta sexta-feira em baixa, em linha com as bolsas europeias, a descer 0,34 por cento para 8.816,26 pontos, com a maioria dos títulos a desvalorizarem.
Das 20 acções que compõem o índice de referência, 14 baixaram e seis ganharam valor, durante uma sessão em que mudaram de mãos mais de 57 milhões de títulos, num valor aproximado de 164 milhões de euros.

Mesmo com o desempenho negativo das últimas duas sessões da semana, as principais praças mundiais acumularam a segunda semana consecutiva de ganhos.

"As bolsas foram impulsionadas pela apresentação de resultados acima do previsto, principalmente nos EUA (Google, IBM, Intel, JP Morgan, Citigroup e Goldman Sachs) apesar de os dois últimos terem reagido negativamente", disse à agência Lusa Telma Santos, analista de acções do Millennium Investment Banking.

Em termos sectoriais, os recursos naturais e a energia estiveram em grande destaque, impulsionados pela valorização das matérias-primas.

Em Lisboa, a Mota Engil liderou as quedas, depois da forte valorização nos últimos tempos, tendo recuado 2,3 por cento para 4,2 euros, seguida pela EDP Renováveis, que baixou 2,16 por cento para 7,191 euros, e pela Jerónimo Martins, que perdeu 2,15 por cento para 5,969 euros.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.