Sociedade

Projecto Jornalismo de Cidadão apela à participação cívica dos terceirenses

Projecto Jornalismo de Cidadão apela à participação cívica dos terceirenses

 

Lusa/AO online   Regional   24 de Mai de 2010, 16:05

O projecto “Jornalismo de Cidadão” que vai dar a conhecer a partir de junho histórias do concelho açoriano da Terceira visa alertar para problemas sociais ou ambientais e mostrar percursos de vida "interessantes".

“O projecto, em parceria com o jornal A União, pretende apelar à participação cívica dos terceirenses em formato de jornalismo, relatando problemas num bairro, freguesia ou concelho, mas também enaltecendo o que de bom se faz", explicou o presidente do Grupo de Amigos da Terceira (GAT), responsável pela iniciativa, em declarações à Lusa. Segundo Paulo Noval, qualquer cidadão poderá fazer chegar textos ou fotos para o correio eletrónico do GAT (gaterceira@gmail.com) e, posteriormente, toda esta informação será devidamente tratada e publicada no jornal A União, sob a forma de suplemento, integrado naquele matutino da ilha Terceira. O projecto "Jornalismo de Cidadão", cujo primeiro número deverá ser publicado em meados de junho, vai também incluir reportagens e entrevistas a associações, entidades e figuras anónimas com "percursos de vida interessantes". "Existem muitas figuras da terra conhecidas, com percursos interessantes e que venceram na vida, mas de quem não se fala", referiu o presidente da GAT, acrescentando que o projeto pretende igualmente dar a conhecer associações e entidades locais, com "especial atenção" para as instituições particulares de solidariedade social que prestam apoio à infância e juventude. O projecto pretende ser "uma espécie de elo de ligação entre a população e o poder politico chamando a atenção para um problema num bairro ou numa freguesia, mas enaltecendo também o que de bom se faz", salientou. O Grupo de Amigos da Terceira, segundo Paulo Noval, reúne cidadãos anónimos com o propósito de "desenvolver ações que sirvam de elo de ligação entre o poder local e a população".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.