Primeiro-ministro expressa pesar por morte de histórico diretor do Açoriano Oriental

Primeiro-ministro expressa pesar por morte de histórico diretor do Açoriano Oriental

 

Lusa/AO Online   Regional   10 de Set de 2019, 09:57

O primeiro-ministro, António Costa, manifestou hoje pesar pela morte de Gustavo Moura, "decano dos jornalistas açorianos" e histórico diretor do Açoriano Oriental.

"Associo-me na homenagem a Gustavo Moura, decano dos jornalistas açorianos, que ontem [segunda-feira] faleceu. O seu profissionalismo e dedicação por um jornalismo sério e de qualidade e a sua defesa pela autonomia dos Açores, são marcas que nos deixa nas nossas memórias", diz o chefe do Governo, em mensagem enviada à agência Lusa.

António Costa deixa ainda "as mais sentidas condolências" à família e amigos de Gustavo Moura.

Gustavo Moura tinha 85 anos e faleceu na segunda-feira no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada.

De janeiro de 1979 a junho de 2000, Gustavo Moura foi diretor do jornal Açoriano Oriental.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.