Internet

Preço da banda larga em Portugal é um terço mais baixo que na UE


 

Lusa / AO online   Economia   28 de Nov de 2007, 18:17

O preço mínimo dos serviços de acesso fixo à Internet em banda larga é um terço mais barato em Portugal do que na média da União Europeia (UE) a 15, segundo um estudo divulgado pela Anacom.
O universo do estudo, que foi realizado durante este mês, teve como base os países da UE a 15, excluindo a Grécia, "pela fraca implementação do serviço", e a Finlândia, "pela dificuldade de recolha da informação", segundo a Anacom - Autoridade Nacional das Comunicações.

"Em Novembro de 2007, o preço mínimo da banda larga em Portugal encontrava-se 32,6 por cento abaixo da média dos países considerados e era semelhante aos praticados na Áustria, Suécia e na Dinamarca, países com uma penetração de banda larga fixa elevada", refere o estudo.

O total da média dos preços mínimos de banda larga fixa nos países em análise, excluindo Portugal, era de 12,25 euros.

Neste ranking, Portugal surge em terceiro lugar no âmbito dos países com os preços mais baixos - com um valor mínimo de 8,26 euros - , mais um cêntimo que a Áustria (que está em 2º lugar) e mais 2,89 euros em relação à primeira posição (Dinamarca, com 5,37 euros).

De acordo com a nota da Anacom, "procedeu-se à comparação destes valores, líquidos de IVA e sem correcção pela paridade do poder de compra", por se ter considerado que "este é o método adequado para avaliar a eficiência e as condições de oferta dos operadores em Portugal".

No universo em análise, a Espanha surge como o país com preços mínimos mais elevados - 20 euros -, seguida do Luxemburgo (17,39 euros) e da Irlanda (15,66 euros).

Comparando os operadores históricos, o preço mínimo de banda larga fixa praticado pela Portugal Telecom (PT) ocupava o 4º lugar no ranking, com um valor de 15,28 euros, abaixo da Áustria (que lidera neste segmento, com 8,25 euros), da Itália (8,29 euros), e da Alemanha (15,03 euros).

"Actualmente, o preço mínimo praticado em Portugal respeita a uma oferta ADSL de um operador alternativo", refere o estudo.

Em relação ao preço médio por velocidade de acesso, "verifica-se que Portugal continua a figurar entre os primeiros países com preços mais baixos na maioria das velocidades de download [transferência de ficheiros da Internet]", adianta o estudo.

"Para as velocidades entre 2 e 8 Mbps, Portugal situa-se entre o 3º e o 5º lugares com preços abaixo da média dos restantes países, que chegam a atingir uma diferença de 46,2 por cento".

A média dos preços mínimos neste segmento é de 22,54 euros para a velocidade de 2 Mbps (Portugal oferece 19,15 euros) e de 45,02 euros na de 8 Mbps (31,36 euros no mercado português.

No caso das ofertas a 1 Mbps, "Portugal surge com preços superior à média dos restantes países".

Por operadores históricos, o preço mínimo de banda larga por velocidade de acesso oferecido pela PT está abaixo da média do ranking.

De acordo com a Anacom, a amostra é constituída por 650 ofertas de 83 fornecedores de acesso à Internet (ISP) da UE15.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.