Eleições regionais

PPM-A defende limitação de mandatos para os deputados

PPM-A defende limitação de mandatos para os deputados

 

Lusa/AOonline   Regional   13 de Out de 2008, 15:22

O líder do Partido Popular Monárquico nos Açores (PPM-A) defendeu a limitação dos mandatos dos deputados à Assembleia Legislativa Regional, alegando que não devem ultrapassar doze anos consecutivos.
Paulo Estêvão, que entregou esta segunda-feira no Cartório Notarial do Corvo o Programa do partido para as eleições legislativas regionais de domingo, admitiu não compreender como é que há deputados que estão no Parlamento açoriano "há mais de 20 anos consecutivos".

    "Os deputados determinaram a limitação dos mandatos do presidente do Governo e dos presidentes de Câmara, mas não o fizeram a si próprios", criticou o líder do PPM-A, para quem que esta postura "não dignifica a actividade parlamentar".

    Paulo Estêvão encabeça a lista do PMM-A pela ilha do Corvo e pelo novo círculo regional de compensação, que elege cinco deputados.

    Com cerca de 400 habitantes, a ilha do Corvo - uma das duas do Grupo Ocidental do arquipélago - elege dois parlamentares à Assembleia Regional.

    Na sua opinião, para "moralizar" o trabalho da actividade política nos Açores é, também, necessário que os políticos cumpram as suas promessas eleitorais, o que, no entender de Paulo Estêvão, não tem acontecido nos últimos anos.

    O dirigente monárquico dá como exemplo do alegado não cumprimento das promessas eleitorais a afirmação feita, em 1996, pelo actual presidente do Governo, Carlos César (PS), que prometeu fazer dois mandatos, mas que se candidata nestas eleições, a um quarto mandato consecutivo.

    "É por estas e por outras, que os açorianos já não acreditam nas promessas dos políticos", lamentou Paulo Estêvão à agência Lusa.

    Para tentar demonstrar que o PPM-A se apresenta a estas eleições de forma "transparente", os candidatos do partido pelo círculo eleitoral do Corvo "comprometem-se a não se recandidatarem em caso de incumprimento do Programa eleitoral", adiantou.

    Além da entrega do Programa no Cartório Notarial do Corvo, os candidatos do PPM vão também realizar acções de rua na mais pequena ilha açoriana.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.