Governo

Portugueses votaram a favor de um executivo reformista e modernizador


 

Lusa / AO online   Nacional   26 de Out de 2009, 11:12

O primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou que o voto dos portugueses nas últimas eleições legislativas foi num Governo "reformista" e numa estratégia de "modernização", num país com um Estado social sustentável.
A posição de José Sócrates foi assumida no Palácio da Ajuda, após o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, ter dado posse do XVIII Governo Constitucional, o segundo por si liderado.

Discursando após o chefe de Estado, Sócrates disse partir para o seu segundo mandato como primeiro-ministro com "sentido de responsabilidade".

"A tomada de posse deste XVIII Governo Constitucional cumpre a vontade clara manifestada pelo voto dos portugueses nas última eleições. Este voto terá, certamente, vários significados e interpretações. Sempre assim é, em democracia, mas há uma conclusão que se me afigura indiscutível e que tem a maior importância política: o voto dos portugueses foi um voto de confiança numa governação reformista e numa estratégia de modernização do país", sustentou José Sócrates.

Segundo o primeiro-ministro, as reformas serão "norteadas pela sustentabilidade do Estado social e pelo valor da defesa intransigente do interesse geral".

"Este facto encerra uma importante lição política para o presente mas também para o futuro: a lição de que é possível fazer reformas e promover mudanças, mesmo que exigentes, contando com o reconhecimento e com o apoio dos cidadãos eleitores", advogou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.