Portugueses vencem medalha de bronze no Campeonato do Mundo de Danças de Salão


 

Lusa/Ao online   Outras modalidades   23 de Set de 2018, 17:20

 Os dançarinos Sérgio Lourenço e Cátia Cerqueira venceram, este fim-de-semana, a medalha de bronze do Campeonato do Mundo de Danças de Salão, ficando na história como o primeiro par português a subir ao pódio em competições federativas internacionais.

Ao serviço da seleção nacional e da Federação Portuguesa de Dança Desportiva, os dançarinos alcançaram o 3º lugar do Campeonato do Mundo de Profissionais Masterclass Latinas, que se realizou na cidade de Bertrange, no Luxemburgo.

A nível nacional representam o Clube Recreativo e Desportivo de Miratejo, onde são professores de danças de salão, tendo já formado alguns dos melhores pares nacionais da atualidade.

Este ano sagraram-se campeões nacionais em danças latinas, ficaram também em primeiro lugar no campeonato nacional na categoria de “10 Danças”, tendo ainda recebido o prémio de vice-campeões na categoria Standard.

No ano passado, Sérgio Lourenço e Cátia Cerqueira também subiram várias vezes ao pódio: Foram vencedores do circuito nacional Latinas; campeões nacionais – Latinas; vice-campeões nacionais – Standard; campeões nacionais 10 Danças, nas modalidades Standard e Latinas e vencedores da Taça de Portugal –Standard.

Ainda no ano passado, em representação da seleção nacional, os dançarinos participaram em dois campeonatos da Europa, na Taça do Mundo e em quatro campeonatos do mundo.

Sérgio Lourenço é professor certificado pela The International Dance Teachers Association (IDTA), com grau de Associate em Standard e Latinas e Dançarino certificado pela United Kingdom Alliance (U.K.A.).

Cátia Cerqueira é mestre em medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa e especialista em medicina geral e familiar, assim como dançarina certificada pela United Kingdom Allience (U.K.A.).



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.