Liga dos campeões

Portugueses obrigados a ganhar para voltarem a "sonhar" com "oitavos"

Portugueses obrigados a ganhar para voltarem a "sonhar" com "oitavos"

 

Lusa/AO online   Futebol   1 de Out de 2007, 16:42

As equipas portuguesas partem para a segunda ronda da Liga dos Campeões de futebol com a necessidade de rectificarem os resultados obtidos na jornada inaugural, sob pena de ver o seu futuro na prova hipotecado cedo.
      Entre os três, o FC Porto, campeão nacional e líder destacado da Liga, foi o único a pontuar na primeira jornada, ao empatar (1-1) na recepção ao Liverpool, finalista da última edição da prova, e tem agora uma deslocação complicada ao reduto do Besiktas, que perdeu em Marselha.

    Motivados com a excelente prestação interna, lideram só com vitórias a Liga portuguesa ao fim de seis jornadas, os portistas têm em Istambul uma boa oportunidade para se manterem na corrida aos oitavos-de-final, caso pontuem no terreno do Besiktas.

    Bem mais complicada é a situação do Sporting, que tem em Kiev um teste de fogo à sua continuidade na prova, uma vez que uma derrota poderá deixar os "leões" à beira do afastamento da Liga "milionária", depois de já terem sido derrotados (1-0), na ronda inaugural, pelo Manchester United de Cristiano Ronaldo e Nani.

    A equipa de Paulo Bento vem de um importante empate (0-0) no reduto do seu grande rival Benfica, mas joga cartada decisiva em Kiev, frente a um Dínamo que também não pode perder pontos, isto depois de ter saído derrotado de Roma por 2-0.

    No outro duelo entre equipas portuguesas e ucranianas, o Benfica é claramente favorito diante do Shakhtar Donetsk, mas as suas prestações na presente época colocam este jogo como um dos mais importantes para relançar o que resta da temporada.

    Apesar de se ter estreado na "Champions" com uma previsível derrota em Milão, o Benfica parece ter perdido alguma da "chama" que ganhou desde o regresso do técnico espanhol José António Camacho, encontrando-se sem vencer há quatro jogos, dois empates na Liga, um na Taça da Liga e derrota em Itália.

    Depois de passar a última eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões, o Benfica tem como grande objectivo atingir os oitavos-de-final da prova, precisando para isso de ultrapassar os ucranianos e os escoceses do Celtic Glasgow, já que o AC Milan, campeão em título, deverá assegurar o primeiro lugar.

    Dos restantes encontros da ronda, realce para o que vai opor o Manchester United à AS Roma, numa partida em que os romanos certamente tudo farão para fazer esquecer a humilhação da última temporada, em que foram goleados (7-1) em Old Trafford, em encontro dos quartos-de-final da prova.

    Nos embates que envolvem jogadores portugueses, o Estugarda de Fernando Meira vai receber o Barcelona de Deco, numa partida em que os alemães têm que vencer para se manter na corrida aos "oitavos", enquanto os espanhóis poderão embalar para um apuramento fácil em caso de triunfo na Alemanha.

    Após uma inesperada derrota no reduto dos turcos do Fenerbahce, o Inter de Milão, com um Luís Figo em subida de forma, vai tentar relançar-se na corrida, recebendo o PSV Eindhoven, que na ronda inaugural bateu em casa o CSKA Moscovo.

    Longe da forma das duas últimas temporadas, em que conquistou por duas vezes a Taça UEFA, o Sevilha, formação onde alinha Duda, tem uma boa oportunidade para se relançar na "champions" quando receber os checos do Slavia de Praga, podendo igualmente apagar as recentes más prestações - vem de quatro derrotas consecutivas, três para o campeonato e uma para a Liga dos Campeões.

    Em Valência, será curioso seguir o duelo entre os portugueses Miguel e Caneira contra o Chelsea de Ricardo Carvalho e Paulo Ferreira, equipa que estreia na prova o técnico israelita Avram Grant, que rendeu o português José Mourinho.

    Em claro ascendente de forma está o Werder Bremen de Hugo Almeida, jogador que voltou a bisar na última ronda da Liga alemã - goleada (8-1) na recepção ao Arminia Bielefeld -, pelo que é favorito a levar de vencida os gregos do Olympiacos e recolocar-se na corrida ao apuramento.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.